O particular entre o Brasil e a Argentina ficou marcado, também, pelo momento de tensão entre Tite e Lionel Messi, com o jogador do Barcelona a mandar calar o selecionador 'canarinho'.

A situação foi captada pela Globoesporte em campo e depois confirmada por Tite. "Reclamei porque ele merecia ver um cartão amarelo e ele mandou-me calar a boca. Depois eu disse que para ele se calar e as coisas ficaram por aí. São situações do jogo, não quero falar mais sobre isso, para não criar polémica", contou o técnico brasileiro.

"Ele é extraordinário, mas aquele lance era para cartão de forma inquestionável. Eu tinha razões para reclamar. Era para cartão", reforçou.

Lionel Messi ‘carimbou’ hoje da melhor forma o seu regresso à seleção argentina de futebol, ao marcar o golo do triunfo sobre o Brasil, por 1-0, em jogo particular disputado em Riade, na Arábia Saudita.

Depois de três meses afastado da equipa ‘albiceleste’, devido à suspensão aplicada pela CONMEBOL (confederação sul-americana), o ‘astro’ do Barcelona assinou o único tento da partida, aos 13 minutos, numa recarga a uma grande penalidade apontada por ele próprio, mas defendida pelo guardião Alisson.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.