Chama-se SigridWave e trata-se de uma tecnologia de tradução em tempo real, alimentada por inteligência artificial, para mensagens partilhadas dentro dos jogos a correr na plataforma Planet9 da Acer. A novidade foi revelada durante um evento de apresentação next@acer, juntamente com novos monitores Predator. O interessante é que o SigridWave foi especificamente concebido para lidar com terminologia e gíria de gaming.

Ainda relativa ao tradutor SigridWave, o sistema tira partido de tecnologia de deep learning para ajudar a quebrar as barreiras linguísticas, assim como facilitar a comunicação entre os jogadores de todo o mundo. A ferramenta está integrada no cliente de desktop do Planet9, sendo inicializado na sala de jogo, funcionando através de um overlay personalizável.

No processo, o SigridWave usa a tecnologia Automatic Speech Recognition (ASR) para reconhecer expressões e convertê-las em texto. Este texto é depois processado pela tecnologia Neural Machine Translation (NMT), que já foi treinada com mais de 10 milhões de pares de frases bilingues, permitindo-lhe perceber a terminologia associada a jogos específicos (como “ADS” ou “acampar”) e aprender como os jogadores se expressam.

planet9

Concebido especificamente para gaming, a IA do SigridWave já foi treinada com mais de 1.000 horas de discurso centrado em jogos (voz e transcrições), permitindo-lhe transmitir as mensagens detetadas aos utilizadores numa linguagem que eles conseguem perceber.

O SigridWave terá uma versão beta fechada no quarto trimestre de 2020, estando disponível para tradução bidirecional entre inglês e mandarim em vários dos principais títulos FPS, como o Tom Clancy’s Rainbow Six Siege, durante este tempo.

Outras novidades da plataforma Planet9 passam pela possibilidade de estabelecer clubes de equipas ou marcas, assim como a implementação de uma plataforma para organizar torneios. E uma vez que os eSports não existiriam sem uma audiência, o Planet9 também pretende equipar equipas e marcas com ferramentas para ajudar a crescer as suas comunidades, organizar torneios e interagir com fãs.

A Acer destaca o sistema de “overlays” dentro do jogo que serão suportados, por exemplo, em League of Legends, com lançamento no final de 2020 ou início de 2021, com mais títulos no horizonte para se juntarem à plataforma.

Empresas, influencers e figuras públicas também podem formar um clube no Planet9, criando um novo e único ponto de contacto para marcas que pretendam ligar-se a gamers. Quer sejam profissionais ou amadores, cada clube tem acesso a uma variedade de ferramentas para organizar torneios de modo a fazer crescer a sua própria comunidade.

Como há muitas pessoas que jogam não só para se divertir, mas também pela comunidade, a funcionalidade de Clubes do Planet9 tem como objetivo ajudar os jogadores a manter-se a par dos grupos de que gostam ou admiram, quer sejam nomes importantes na indústria ou uma equipa universitária local. Os clubes consistem em duas partes, uma página “home” pública para seguidores e um “lounge” privado para membros. A página home serve para partilhar conteúdo (posts, votações, vídeos, etc.) de forma a interagir com a comunidade, enquanto o lounge é um sítio para relaxar e discutir conteúdo relacionado com o clube com um círculo mais pequeno de membros dedicados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.