A Blizzard e a Modern Times Group, responsável pela ESL e DreamHack, chegaram a um acordo de três anos para colocar dois dos jogos mais antigos do panorama dos Esports novamente no topo. Nada mais que StarCraft II que continua a ser um dos mais populares na Coreia do Sul, assim como Warcraft III que no final do mês vai ser atualizado com a edição de Reforged, o remake do clássico.

O acordo coloca cada um dos jogos com o seu próprio circuito profissional (ESL Pro Tour), e no caso do StarCraft II, as finais globais que se realizam durante a BlizzCon, migram para a Intel Extreme Masters Katowice. Nestas primeiras temporadas, a Blizzard avança com um prize pool de 1,8 milhões de dólares para StarCraft II e 200 mil dólares para Warcraft III, segundo a The Esports Observer.

Neste caso, o campeonato mundial de StarCraft II (SC2 World Championship Series) será substituído pelo ESL Pro Tour, consistindo em sete torneios espalhados pelo menos por quatro continentes. O negócio beneficia ambos os lados, visto que sendo a final movida da BlizzCon para Katowice, a competição consegue maior alcance, ao passo que para o Intel Extreme Masters Katowice, há muitos anos que o jogo lidera as audiências, e vê assim uma final de peso. Essa final visará a temporada de 2021.

Para Warcraft III Reforged, a ESL e DreamHack irão conceber um novo formato competitivo. Está prevista um torneio na ESL e três na DreamHack na primeira temporada, seguindo-se um campeonato ainda durante 2020.

Há assim vida nova para os dois títulos da Blizzard, recordando que ambos estiveram ligados ao surgimento do género MOBA, sendo os pais de Dota 2, que ainda hoje dá cartas no The International.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.