Chegou ao fim mais uma edição da ESL One New York, um importante torneio que está inserido no novo circuito profissional Pro Tour de Counter-Strike: Global Offensive, que conta com cerca de 20 competições, com um prémio global de 5 milhões de dólares. Nova Iorque foi o palco de mais um explosivo torneio, com oito das melhores equipas do mundo de CS: GO a disputar no Barclays Center, um prize pool de 200 mil dólares.

A grande final foi disputada pela Evil Geniuses que venceu a Astralis por 3-1. E a equipa americana começou mesmo de forma explosiva, tornando um verdadeiro “inferno” o adversário, com uma vitória por 16-3 no mapa Inferno. O mapa Dust2 foi mais equilibrado, com a Astralis a manter-se à frente pela vantagem mínima, mas no final acabou mesmo por ceder mais um ponto, ficando o resultado em 16-12. Apenas no terceiro mapa, Train, a equipa dinamarquesa e campeã do Major venceu, afixando o resultado por 20-22, mas apenas depois de dois overtimes, levando assim o embate para um quarto mapa, Nuke. A Evil Geniuses consagrou assim a vitória, vencendo a partida por 18-8.

O mais curioso na vitória da Evil Geniuses é que a equipa apresentou-se com uma formação totalmente remodelada, depois de ter abandonado as competições profissionais de Counter-Strike há sete anos. Para tal, fez a aquisição integral dos jogadores da NRG, considerada uma das melhores equipas do ano, sendo a quarta do ranking global, segundo a HLTV. E esta aquisição foi mesmo de última hora, uma vez que seria mesmo a NRG que iria disputar a ESL One New York. O futuro da equipa ficou agora indefinido.

NRG
Todos os elementos da NRG foram contratados pela Evil Geniuses, que voltou ao CS: GO profissional depois de ausente 7 anos. foto: HLTV

O ESL One New York serviu também de palco para a revelação da nova versão do mapa de_cache, o qual os especialistas afirmam que não contém apenas mudanças estéticas, mas estruturais, que podem alterar as estratégias de como este é jogado. O mapa foi mostrado através de um showcase com jogadores profissionais.

Entre as alterações, a zona do cimento permite subir ao telhado mais facilmente. E na área Z, há uma nova janela que permite aos Contra-terroristas uma nova opção de defesa do local. Foram também introduzidas mudanças no sector A, obrigando à equipa agora manter-se mais em movimento, e também no B. Foi colocado um tanque na zona do bombsite, abrindo numas perspetivas de controlo.

O mapa de_cache será agora analisado com o feedback recebido dos testes do showcase, esperando-se o seu lançamento oficial ainda em outubro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.