Já são conhecidas as cidades que vão receber o DreamHack no próximo ano, com o primeiro evento a arrancar no dia 24, até 26 de janeiro, em Leipzig na Alemanha. Os eventos de eSports, no total de 11, prolongam-se até dezembro, mas infelizmente, as cidades mais perto de Portugal que vão receber o DreamHack são Sevilha e Valência.

Os países fechados estão espalhados pelos Estados Unidos, Europa e Ásia, notando-se a ausência do DreamHack do Rio de Janeiro, que estreou em 2019 e teria um contrato de três anos. O mesmo terá sido rescendido pela empresa, talvez devido às críticas feitas à organização brasileira, liderada por Filipe Rodrigues.

tek dreamhack

Depois da Alemanha, o evento ruma aos Estados Unidos em fevereiro, para eventos em Anaheim, seguindo-se Dallas em maio. O DreamHack de Verão decorre em junho em Elmia na Suécia, seguindo-se Valência no mês seguinte. Depois volta a atravessar o Atlântico rumo a Montreal, no Canadá. Em outubro há dois eventos seguidos, um em Roterdão, na Holanda e outro na cidade indiana de Hyderabad. Em novembro regressa aos Estados Unidos, em Atlanta, de seguida novamente para a cidade de Elmia para o evento de inverno. A fechar o calendário, Sevilha foi a cidade escolhida para o fim da digressão.

E o que se faz no DreamHack? É um festival de eSports, muita música, cor e luz, e muitos conteúdos relacionados a videojogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.