Os comités políticos ligados ao ex-Presidente, que governou entre 2017 e 2021, arrecadaram no primeiro semestre 82 milhões de dólares, o que eleva o total de seus recursos disponíveis para 102 milhões.

São valores considerados inéditos para um ex-Presidente, já que tradicionalmente as doações - muito comuns nas campanhas - param de chegar depois de o candidato perder e, para fins práticos, sair do olhar do público.

Trump, que não enfrentaria outra eleição até 2024, obteve mais recursos do que as campanhas do Partido Republicano pelo Senado e pela Câmara dos Deputados, por uma eleição que ocorrerá no próximo ano.

O ex-Presidente continua a ter uma forte atração pessoal, ainda maior do que a do partido, e que grande parte de seus seguidores lhe continuam fiéis, apesar de ter perdido o poder e ter sido banido das principais redes sociais como Twitter, Facebook e YouTube.

Desde que perdeu as eleições, em novembro passado para o democrata Joe Biden, Trump sempre manteve, sem fornecer evidências, a ideia de que houve fraude nessas eleições e alimentou essa teoria entre os seus seguidores.

GC // ZO

Lusa/Fim

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.