Ricardo Santos, Filipe Lima e Pedro Figueiredo, os três golfistas portugueses que militam no European Tour, falharam hoje o apuramento para as últimas duas voltas do Tenerife Open, no traçado do Golf Costa Adeje (Par 71).

O profissional algarvio, Santos, juntou aos 70 ‘shots’ iniciais (-1) um segundo cartão com 69 pancadas (-2), graças a ‘birdie’ (uma abaixo) no buraco 6 e 18, ‘eagle’ (duas abaixo) no 11 e ‘bogey’ nos buracos 5 e 9.

Com um total de 139 pancadas, três abaixo do Par, o golfista natural de Faro ficou no 78.º lugar do ‘leaderboard’, empatado, falhando pela margem mínima o ‘cut’, que ficou fixado nos 138 ‘shots, quatro abaixo, e apurou 77 jogadores para o fim de semana.

“Joguei bem, mas voltei a não ser eficaz nos ‘greens’”, explicou Ricardo Santos, de 38 anos, em declarações à Lusa, depois de falhar o segundo ‘cut’ da temporada no European Tour.

Tal como o algarvio, Filipe Lima também não conseguiu garantir a permanência em prova. O profissional português, residente em França, igualou hoje as 71 pancadas da primeira ronda e, com um agregado de 142 ‘shots’ (Par do campo), despediu-se do Tenerife Open, na 107.ª posição, empatado.

Pedro Figueiredo, por sua vez, contabilizou 144 pancadas (+2) e integrou o grupo de jogadores que partilharam o 121.º posto do ‘leaderboard’, comandado pelo alemão Nicolai Von Dellingshausen, com 126 ‘shots’ (-16) e uma vantagem de três pancadas sobre o segundo classificado, o espanhol Pep Angles.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.