Pedro Lopes completou em 3:07.20 horas os 133,6 quilómetros da corrida, que consagrou Nys como campeão europeu em Trento (Itália), depois de o belga se ter imposto em 3:06.57, batendo ao ‘sprint’ o italiano Filippo Baroncini e ao espanhol Juan Ayuso, segundo e terceiro classificados, respetivamente.

O ciclista minhoto destacou-se do pelotão na companhia de outros quatro corredores na penúltima das 10 voltas ao circuito, a 20 quilómetros da meta, em perseguição do belga Lennet van Eetvelt, que liderava, mas o grupo principal reagiu e anulou a fuga.

“Se soubesse como a corrida ia desenrolar-se não tinha atacado naquela altura, porque tinha condições para ter saído com os corredores que estiveram na movimentação decisiva. Mas no momento em que ataquei pareceu-me uma boa opção, porque já estávamos na penúltima volta, o pelotão estava a parar e o grupo em que saí era composto por corredores fortes”, disse Pedro Lopes, citado pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

Os restantes três portugueses em prova tiveram desempenhos ainda mais modestos: Miguel Salgueiro terminou na 58.ª posição e Pedro Andrade na 65.ª, ambos a seis minutos exatos do vencedor, enquanto Fábio Fernandes não terminou.

No domingo realiza-se a prova de fundo de elite masculina, na qual Portugal estará representado por seis ciclistas: João Almeida, Rui Costa, campeão mundial em 2013, Ruben Guerreiro, Nelson Oliveira, Rui Oliveira e Rafael Reis.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.