O ciclista colombiano Egan Bernal (Sky) venceu esta sexta-feira o contrarrelógio da terceira etapa da Volta à Romandia, com o português Rui Costa (UAE Team Emirates) em quinto lugar.

Bernal, de 21 anos, cumpriu os 9,9 quilómetros da ‘cronoescalada’ em 25.10 minutos, quatro segundos mais rápido que o esloveno Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo), segundo, e 18 a menos que o tempo do australiano Richie Porte (BMC), terceiro.

Rui Costa cortou a meta a 1.06 minutos do vencedor, no quinto posto na etapa, atrás do holandês Steven Kruiswijk (LottoNL-Jumbo), quarto e último ciclista a cortar a meta com um tempo abaixo dos 26 minutos.

A boa prestação do campeão do mundo de 2013 valeu-lhe uma subida de dez lugares, para quinto, a 1.17 do novo líder, Roglic.

O ciclista português corre a prova WorldTour pela sétima vez, sendo que fechou no 'top 10' em quatro dessas participações, incluindo um sexto lugar na última passagem pela Romandia, em 2016, e três terceiros lugares consecutivos, entre 2012 e 2014.

Atrás do novo líder Roglic, no pódio da geral, está o vencedor do dia, o jovem Bernal, líder da classificação jovem, com Richie Porte, vencedor em 2017, em terceiro, Kruiswijk em quarto e o luso em quinto, com o ‘crono’ a revelar-se decisivo para definir a classificação.

O outro português em prova, José Gonçalves (Katusha-Alpecin), também esteve em bom plano, cortando a meta em 12.º, a 1.47 de Bernal, segurando o 11.º lugar na geral, a 1.56 do líder e a um segundo do ‘top 10’.

No sábado, a quarta etapa disputa-se em Sion, num traçado de 149,2 quilómetros de perfil acidentado, com duas contagens de montanha de segunda categoria e três de primeira categoria a testarem as pretensões à vitória final dos principais favoritos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.