Os azares marcaram a corrida das portuguesas Sofia Gomes e Beatriz Roxo, que ainda assim conseguiram terminar a prova de fundo de juniores dos Mundiais de ciclismo de Estrada, vencida pela britânica Zoe Backstedt.

Zoe Backstedt foi a melhor no final dos 75,2 quilómetros integralmente disputados no circuito urbano de Lovaina, cumprindo a distância em 01:55.33 horas, diante da norte-americana Kaia Schmid, com a alemã Linda Riedmann a ficar com o bronze, ao impor-se ao ‘sprint’ no pelotão, que cortou a meta a 57 segundos da vencedora.

Sofia Gomes foi 38.ª, a 06.04 minutos da britânica, e Beatriz Roxo terminou na 59.ª posição, a 06.28, com a prestação das duas juniores lusas a ser condicionada por vários percalços: logo na primeira volta, ambas ficaram atrasadas devido a acidentes com outras corredoras, tendo, contudo, conseguido recolar.

Beatriz Roxo voltou a atrasar-se devido a mais um incidente no grupo principal, com o mesmo a acontecer a Sofia Gomes, que ficou ‘cortada’ depois de uma queda à entrada da terceira subida do circuito, que a deixou num terceiro grupo, numa altura em que estava situada a meio do pelotão.

“Fiquei em várias quedas, ainda consegui recuperar, mas quando se deu a queda maior já não pude voltar à frente. Percebi também que temos de trabalhar mais para estarmos a este nível”, assumiu Gomes, citada pela assessoria de imprensa da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Já Roxo confessou que apostou tudo em concluir a prova: “Inicialmente, via o pelotão ali tão perto, mas não conseguia lá chegar. Depois a minha preocupação foi puxar para terminar a corrida e não ser mandada encostar”.

Ainda hoje, Daniela Campos e Maria Martins participam na prova de fundo para a elite feminina, percorrendo 157,7 quilómetros entre Antuérpia e Lovaina.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.