Os 'faraós' juntam-se assim aos já virtualmente apurados Dinamarca e Suécia no grupo B do torneio, ficando a sobrar apenas uma vaga, com Portugal (que joga ainda hoje com a Dinamarca), Bahrain e Japão na corrida.

No Ginásio Nacional de Yoyogi, o Egito foi sempre melhor do que o adversário, tendo chegado ao intervalo a vencer por 13-9. Sempre na frente do marcador desde o segundo minuto, quando Yehia Elderaa inaugurou o marcador, os norte-africanos não deram hipóteses aos suecos e por várias vezes levaram a vantagem até aos cinco pontos.

Mohammad Sanad foi o melhor marcador do lado do Egito, com seis golos, enquanto pelos suecos sobressaiu uma vez mais Lucas Pellas, com sete golos.

Com mais estes dois pontos conquistados, o Egito atinge os seis pontos, fruto de três vitórias e apenas uma derrota. Igualmente com seis pontos estão Dinamarca e Suécia, que já não podem descer abaixo do quarto lugar.

A quarta e penúltima jornada completa-se mais logo, com Portugal a defrontar a Dinamarca, atual campeã olímpica e bicampeã mundial, sendo que uma improvável vitória qualifica os lusos.

Mais cedo, o Bahrain venceu por 32-30 o Japão, com o país anfitrião dos Jogos a somar quarta derrota em quatro jogos.

Portugal, atual quarto classificado (última posição de acesso aos ‘quartos’), com dois pontos, tem vantagem direta com o Bahrain, quinto, com os mesmos pontos, dado que venceu a seleção do Médio Oriente por 26-25.

A última e provavelmente decisiva jornada do Grupo B, a disputar no domingo, engloba os jogos Portugal-Japão (01:00 em Lisboa), Egito-Bahrain (03:00) e Dinamarca-Suécia (13:30), sendo que este último reedita a final do Mundial2020, no Egito.

Todas as notícias e reportagens sobre Tóquio 2020 acompanhadas ao minuto pelo SAPO Desporto

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.