A seleção brasileira venceu pelos parciais de 25-22, 25-20 e 25-15, em cerca de uma hora e 20 minutos, numa partida em que a resistência da Tunísia durou apenas o primeiro ‘set’, em que se manteve na discussão até aos 18-18.

A experiência da seleção brasileira, com destaque para Wallace, Douglas e Lucarelli, fez pender o parcial a seu favor na parte decisiva, o que lhe permitiu fechar aos 25-22, em 29 minutos, e embalar para um triunfo tranquilo no jogo.

A Tunísia ainda liderou parte do segundo parcial, mas o Brasil voltou a revelar-se superior e venceu por 25-20, em 29 minutos, e sentenciou o encontro com novo triunfo no terceiro ‘set’, por 25-15, tirando partido do cansaço do adversário.

Finda a era de Bernardo Rezende, que irá treinar a França após orientar o Brasil na conquista de 19 medalhas de ouro, entre as quais duas olímpicas em Atenas2004 e Rio2016, o sucessor Renan Dal Zotto entrou da melhor forma em Tóquio2020.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.