Os Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para este verão, terão uma “redução considerável” no número de convidados, anunciou hoje o Comité Olímpico Internacional (COI), devido às restrições do governo japonês em função da pandemia de covid-19.

“De forma a cumprir com os pedidos dos nossos parceiros japoneses, o Conselho Executivo do COI decidiu hoje permitir a acreditação apenas a quem ocupe funções essenciais e operacionais”, pode ler-se na nota de imprensa divulgada por aquele organismo.

A decisão afeta os convites para parceiros e mesmo para “atletas lendários”, sem nenhuma acreditação permitida para acompanhantes, independentemente da função.

O objetivo do COI, de resto, é impedir que o sistema de convites acabe por tornar redundante a decisão do governo japonês, tomada este mês, de não permitir a entrada de espetadores do estrangeiro, ao atribuir tantos passes que os estádios enchessem na mesma.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.756.395 mortos no mundo, resultantes de mais de 125,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.819 pessoas dos 819.698 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.