Um golo a fechar a primeira parte e outro a abrir a segunda valeram ao FC Porto o regresso às vitórias no Grupo B da UEFA Youth League, depois do empate da rona anterior na visita a Liverpool, na segunda jornada.

A jogar em casa frente a um AC Milan que ocupa o quarto e último lugar do grupo, com apenas um ponto somado, o FC Porto foi a equipa que mais perigo criou nos primeiros 45 minutos, apesar de ter ainda visto o adversário atirar uma bola à trave da sua baliza no único remate que desferiu, mas só conseguiu marcar no derradeiro minuto do primeiro tempo.

Estavam então decorridos 44 minutos de jogo quando Vasco Sousa abriu o ativo, depois de receber a bola de Jorge Meireles, fugir aos defesas contrários e atirar para o fundo das redes à saída do guarda-redes do Milan. E a segunda parte abriu praticamente com o segundo golo dos 'dragõezinhos'. Jogada individual de Umaro Candé, que rematou cruzado para o fundo das redes. O guarda-redes do AC Milan pensou que a bola ia fora e foi surpreendido pelo portista.

Jorge Meireles esteve, depois, perto de fazer o 3-0, mas acabou por ser o Milan a reduzir, à passagem do minuto 66. O guarda-redes do FC Porto, Ivan Cardoso, ainda defendeu um primeiro remate, mas à segunda Emil Roback colocou mesmo a bola no fundo das redes, relançando os 'rossoneri' na discussaõ do resultado.

Rossi ainda ameaçou o 2-2, mas o FC Porto resistiu e, nos instantes finais, aproveitando o balanceamento ofensivo dos visitantes, chegou mesmo ao terceiro golo, por Doro Dabo que, isolado por Ricardo Assunção, não perdoou e fixou o resultado final em 3-1.

O triunfo deixa os 'azuis e brancos' com sete pontos no topo do grupo, enquanto o Milan segue no último lugar, com apenas um.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.