O avançado argentino Piojo, que marcou 81 golos no Tondela, onde esteve oito épocas, disse à agência Lusa que vai assistir à final da Taça de Portugal de futebol, frente ao FC Porto, e torcer pelo clube beirão.

“Nunca joguei nem falei com nenhum dos jogadores atuais do Tondela, conheço de nome, mas a mensagem que eu gostaria de deixar é que, pronto, aconteceu a descida de divisão, mas que agora façam tudo para dar uma alegria à cidade e a eles mesmos”, pediu.

Piojo chegou a Portugal em 2004, para jogar no Portimonense e, depois de passar por outros clubes, chegou em 2008 ao Tondela, no qual ficou até à época de 2015/16 e fez “o último jogo de futebol” profissional.

“Eu assisto sempre que posso aos jogos pela Internet, porque é difícil apanhar uma televisão com os jogos [de clubes do campeonato português], mas este, de certeza, que vai dar e eu vou procurar para assistir no domingo”, admitiu.

Agora com 36 anos, dedica-se ao negócio que criou de alojamento turístico, no norte da Argentina, junto às Cataratas do Iguaçu, mas admitiu que acompanha “sempre o Tondela, onde ficaram muitos amigos”.

“Eu acompanho sempre o Tondela e estava à espera, acreditava mesmo, que conseguissem chegar ao ‘play-off’ para se manterem na I Liga. Fiquei muito desiludido, muito triste por não conseguirem”, admitiu.

Piojo reconheceu que “a dor só não é tão grande e forte como era antes, porque, entretanto, o plantel mudou e já não tem jogadores conhecidos” com quem partilhou o relvado enquanto esteve em Portugal.

“Mas, sofro, porque tenho muitos amigos na cidade e é um clube e uma cidade que marcaram muito a minha vida, então fiquei muito triste”, disse o avançado, que fez 250 jogos ao serviço do Tondela e marcou 81 golos.

Com mais jogos que Piojo no clube beirão, só o guarda-redes Cláudio Ramos, que completou 267 com o emblema do Tondela ao peito, durante nove épocas, entre 2011 e 2020, antes de sair para o FC Porto.

Em Tondela, Cláudio Ramos bateu um recorde nacional, ao conseguir o feito de disputar 94 jogos consecutivos a defender a baliza do clube beirão, destronando a série de Rui Patrício (93) pelo Sporting, e partilhando o campo com Piojo, que pediu aos atuais futebolistas para vencerem o FC Porto.

“Espero que ergam a cabeça. Não é uma situação fácil passar pela descida de divisão, mas é um clube que chegou a uma final da Taça de Portugal e não é fácil. Eu acho que podem dar a volta por cima e terem um resultado positivo”, defendeu.

Apesar de reconhecer que “o grande favorito vai ser sempre o FC Porto”, disse acreditar que “o Tondela pode vencer”, como aconteceu no ano em que clube beirão se estreou na I Liga e conseguiu o feito de ganhar no Estádio do Dragão.

“Foi ano em que eu estava lá, o Tondela ganhou ao FC Porto e porque não agora? É difícil, mas não é impossível”, considerou.

O Tondela terminou esta época a I Liga, à qual chegou em 2015, no 17.º lugar, em zona de despromoção, com 28 pontos, caindo, assim, para a II Liga.

No domingo, marca presença, pela primeira vez, na final da Taça de Portugal de futebol, pelas 17:15, no Estádio do Jamor, frente ao FC Porto, num jogo que será arbitrado por Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.