O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, não considera que haja favoritos no embate desta quarta-feira frente ao Benfica, da Supertaça de futebol, disputada em Aveiro, lembrando que "um jogo de futebol é uma caixinha de surpresas".

O técnico dos ‘dragões' rejeitou a ideia que a série de 11 jogos consecutivos sem perder da sua equipa [10 vitórias e um 1 empate], possa ser determinante para este embate com o Benfica, que tem tido prestações mais irregulares.

"O jogo de futebol é uma caixa de surpresas, temos de estar preparados para o que pode acontecer. Às vezes não é a equipa que está mais consistente que ganha. Não falando de FC Porto e Benfica, que são muito equilibradas a todos os níveis, há equipas de patamares inferiores que chegam a finais e dão respostas muito positivas. Há outras situações que serão determinantes", disse Sérgio Conceição, na projeção do jogo.

Ainda assim, o técnico dos ‘dragões' partilhou a vontade de conquistar este título, lembrando a responsabilidade de representar o clube que mais vezes conquistou o troféu [21].

"O FC Porto é o clube com mais Supertaças. Temos a nossa responsabilidade e gostamos de a assumir, dentro do que é a responsabilidade de jogar cada jogo para ganhar", afirmou.

Sérgio Conceição rejeitou a ideia de fazer ‘mind games' [jogos mentais] na projeção desta partida, considerando, tal como homólogo benfiquista Jorge Jesus, que as partidas se decidem "no jogo jogado e não jogo falado".

"Quando estamos a falar do plano tático, estratégico, pode-se especular se um ou outro jogador estará em campo ou não. Respondo de uma forma natural, não sou desse tipo de jogos. Claro que também não sou burro ou estúpido, mas não sou de 'mind games'", garantiu o treinador.

Sobre o adversário, o treinador do FC Porto disse estar preparado para "perceber a dinâmica do Benfica e qualidade individual dos jogadores", apontando os ‘encarnados' como a equipa que "mais ataques e situações de golo cria na Liga, embora defensivamente sofra, por vezes, alguma coisa".

"Todos os jogos são diferentes. Estamos preparados para os diferentes cenários, mas não sabemos nem controlamos o que o treinador do Benfica está a pensar. Sei que é um treinador que empresta muita convicção e determinação ao que faz. Em termos táticos, percebemos o que tem feito", disse Sérgio Conceição.

O técnico dos ‘dragões' lamentou a ausência do jogador do Benfica Pizzi, que testou positivo ao novo coronavírus, não considerando que tal possa ser uma vantagem para o FC Porto.

"Por vezes é com estas situações negativas que os jogadores se unem mais e descobrem um espírito mais solidário. É um jogador influente e capitão, mas não vejo como uma vantagem não jogar. Aproveito para dizer ao Pizzi e a todos os ‘Pizzis' de todo o Mundo que sofrem com esta pandemia que recuperem rapidamente. É impensável ter algum tipo de alegria disto acontecer", disse Sérgio Conceição.

Se a ausência de Pizzi, do lado do Benfica, é uma certeza, já a disponibilidade de Pepe, Otávio e Corona, que ainda recuperam de lesões, continua em dúvida.

"Até à hora do jogo teremos de ver", disse Sérgio Conceição

O FC Porto defronta esta quarta-feira o Benfica, na Supertaça de futebol, que será disputada no Estádio Municipal de Aveiro, a partir das 20:45, numa partida que terá arbitragem de Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.