A Roma, treinada por José Mourinho, goleou ontem por 4-0 a Salernitana, na segunda jornada da Liga italiana de futebol. Depois do apito final, o treinador português mostrou-se muito satisfeito com a exibição dos seus jogadores.

"Era impossível não vencer. Desde o primeiro minuto estivemos tranquilos. A equipa jogou realmente bem. Dominámos todos os momentos do jogo, não concedemos nada e controlámos o jogo na totalidade. Trocámos bem a bola, jogámos bem na profundidade. A Roma fez um grande jogo", começou por apontar.

"Cheguei feliz à Roma, fiquei contente por regressar a Itália e vir para uma equipa com fãs apaixonados. Em Itália a conexão das pessoas com os clubes é especial, fiquei muito feliz por regressar. Não posso dizer que estou tranquilo com o futuro, mas a palavra chave para mim e para Friedkin [dono do clube] é tempo", referiu ainda.

"Não quero demasiado tempo e tranquilidade, iria contra a minha natureza, não é tempo para terminar em sétimo ou oitavo. Quero acelerar o processo de crescimento da equipa. Estamos a criar um bom grupo. Há clubes com mais dinheiro que nós mas estamos a trabalhar bem. Quando jogarmos contra eles vamos fazer tudo para ganhar. Podemos vir a perder, mas não irei mudar a mentalidade da equipa só porque estamos a jogar com um clube maior", avisou José Mourinho.

Os ‘giallorossi’, com o guarda-redes internacional português Rui Patrício de início, alcançaram a segunda vitória na Serie A, na qual somam seis pontos, os mesmos da rival Lazio, do campeão Inter Milão e do AC Milan.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.