O presidente da Académica disse hoje que o objetivo do clube é fazer melhor na II Liga de futebol do que na época passada, em que terminou no quarto lugar da tabela classificativa.

Na Assembleia-Geral ordinária, Pedro Roxo frisou que a ‘briosa’ vai na próxima época "tentar dar corpo" ao desejo de regressar à I Liga, da qual foi despromovida em 2016.

"Estamos a trabalhar para que a equipa seja melhor", sublinhou o dirigente, perante uma plateia com pouco mais de 50 sócios.

Salientando que a direção ficou "orgulhosa do percurso da época passada", o presidente da Académica elogiou o "profissionalismo e dedicação" dos jogadores.

"Fizemos uma temporada digna e competitiva sem os argumentos de outros", sustentou Pedro Roxo, que, numa análise à época finda, falou ainda de muitas adversidades e de "momentos dramáticos".

Os sócios da ‘briosa’ aprovaram hoje, por maioria, as contas da época 2019/20, que apresentaram um resultado negativo de cerca de 1,9 milhões de euros, resultante de um total de 1,379 milhões de euros de receitas e 3,3 milhões de euros de gastos.

Na reunião, foi também aprovado, por maioria, o orçamento para a próxima época no montante de 2,226 milhões de euros, que representa um ligeiro aumento relativamente ao anterior.

Na próxima época, e por decisão dos sócios, para cumprir os regulamentos, a Académica vai apresentar camisa e calção cinza como terceiro equipamento, que, na votação, recolheu mais votos do que a segunda opção, que era um equipamento verde.

A Assembleia-Geral deliberou ainda, por unanimidade, efetuar uma alteração estatutária para acolher a proposta da direção de criar a figura do sócio-estudante.

A Académica inicia terça-feira a preparação da nova época com os habituais exames médicos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.