Continua por resolver a transferência de Hidemasa Morita para o Sporting, apesar de já existir acordo entre as partes envolvidas. A mudança de administração no Santa Clara está a atrasar o processo, o que está a provocar algum desgaste quer em Alvalade, quer na direção do clube açoriano.

Em declarações ao jornal A Bola, o presidente do Santa Clara, Ricardo Pacheco, mostrou-se "afastado" com o facto de o negócio ainda não estar fechado.

"Se dependesse do clube, a situação já estava encerrada, a bem do Santa Clara, do jogador e do Sporting. Sinceramente, a SAD tem de se decidir. As coisas ou são ou não são", começa por dizer.

Foi o próprio presidente do Santa Clara quem assumiu as negociações com os leões, a pedido da administração da SAD. Durante as negociações, o Sporting acedeu a subir a oferta pelo jogador de 3,5 milhões de euros para 3,8 milhões (valores que podem chegar aos 4,5 milhões mediante a conquista de objetivos). No entanto, o processo estagnou.

"Conduzi a negociação a pedido da administração e melhorei praticamente para o dobro as condições iniciais. O processo foi entregue à SAD, que encaminhou para o contencioso, como é normal nestas situações, pelo que o assunto já deveria estar resolvido. E há muito! Já houve mais do que tempo para colocar tudo preto no branco", lamentou Ricardo Pacheco.

Morita está há duas temporadas no Santa Clara. Em 21/22 soma 37 jogos, dois golos e uma assistência pelo emblema açoriano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.