A Assembleia Geral Extraordinária da FPF ratificou hoje os regulamentos de Arbitragem e de Disciplina da Liga Portugal para a época 2021/22 e adiou a votação da expulsão do antigo árbitro Jorge Coroado como sócio de mérito da Federação.

Na reunião, realizada na Cidade do Futebol, os 66 delegados (23 presencialmente e os restantes 43 por videoconferência) ratificaram as alterações ao Regulamento Disciplinar das competições organizadas pela Liga, que tinham sido aprovadas em Assembleia da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) do dia 2 de junho, com 55 votos a favor e 11 abstenções.

O Regulamento de Arbitragem, igualmente já aprovado em Assembleia Geral da Liga, também foi ratificado pela Assembleia da FPF, com 61 votos favoráveis e cinco abstenções.

No entanto, no último ponto da ordem de trabalhos, a Assembleia Geral considerou não estarem reunidas as condições para a votação da expulsão de Jorge Coroado como sócio de mérito da FPF, que tinha sido pedida pelo atual Conselho de Arbitragem do organismo, depois dos comentários que o antigo árbitro escreveu acerca da atuação de Luís Godinho no jogo Sporting de Braga-FC Porto, para a Taça de Portugal.

A inexistência de condições decorre do facto de, estando em causa uma pessoa, haver necessidade de se recorrer ao voto secreto, algo não exequível, uma vez que 43 dos 84 delegados compareceram por meios digitais, razão pela qual a proposta será levada a votação quando for possível fazer uma Assembleia Geral com a participação física de todos os intervenientes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.