É um Benfica em gestão aquele que vai subir ao relvado do Estádio da Luz este sábado para enfrentar o Arouca, na segunda jornada da I Liga de futebol 2021/22. O encontro com a formação do Distrito de Aveiro, recém-promovido à elite do futebol nacional, antecede a receção do Benfica ao PSV, encontro de capital importância para os Encarnados na caminhada rumo à fase de grupos da Champions. O jogo da 1.ª mão do play-off da prova é na próxima quarta-feira na Luz, palco da receção ao Arouca.

Jesus vai mexer na equipa, Evangelista com arranque infernal

Jorge Jesus vai procurar a quarta vitória em quatro jogos neste iníco de época, após ter conseguido o melhor arranque ao leme do Benfica, com duas vitórias seguidas. Parece estranho mas o técnico nascido na Amadora nunca tinha logrado vencer os dois primeiros jogos oficiais nas anteriores sete épocas ao comando das Águias.

Com Diogo Gonçalves, castigado, (viu vermelho direto na vitória 2-1 diante do Moreirense), é certo que Gilberto ocupará o lugar na lateral direita da defesa. Na esquerda, Jorge Jesus poderá optar por Gil Dias, dando assim descanso a Grimaldo, já a pensar no encontro de 4.ª feira com os holandeses. Também na zona central da defesa haverá mudanças, com  Jorge Jesus a garantir a titularidade de Morato. Verthongen está lesionado, Morato poderá fazer dupla com Lucas Veríssimo.

No meio-campo é de esperar que João Mário ou Weigl descansem, tal como aconteceu frente ao Moreirense a seguir ao jogo na Rússia com o Spartak Moscovo. Taarabt poderá ser a aposta, tal como Roman Yaremchuk, na frente de ataque. O reforço ucraniano já jogou 25 minutos frente aos russos na Luz mas ainda não se estreou na Liga. Com Seferovic lesionado, é preciso gerir bem os minutos de Gonçalo Ramos.

Este jogo é o primeiro frente a um grande, neste regresso do Arouca à I Liga portuguesa de futebol, cinco anos depois, graças a duas subidas de escalão consecutivas, sempre com Armando Evangelista no ‘leme’. O emblema arouquense conseguiu segurar os jogadores chave da campanha anterior, como o ‘capitão’ Thales, os defesas João Basso e Sema Velázquez, os médios Pedro Moreira e Leandro Silva, que estava emprestado e foi contratado em definitivo esta temporada, e o trio atacante com André Silva, Arsénio e Bukia.

A Leandro Silva, juntam-se os restantes reforços já anunciados pelo clube, como o médio espanhol Eugeni, o atacante israelita Or Dasa e o jovem médio brasileiro Antony, de 19 anos, enquanto a nível de saídas, a mais impactante no 'onze' foi a de Lawrence Ofori, que regressou ao Famalicão após empréstimo.

O Arouca ainda não contar com o extremo Antony. Armando Evangelista, técnico da formação arouquense, terá de fazer uma boa gestão do plantel para enfrentar um ciclo infernal. A formação do distrito de Aveiro tem um calendário apertado neste início de época, já que enfrenta o campeão Sporting, o FC Porto e o Benfica nas primeiras oito jornadas do campeonato.

Antes do embate com o Estoril, o técnico que levou o Arouca a duas subidas seguidas de escalão no futebol nacional - do Campeonato de Portugal à I Liga -, lamentou ainda ter o plantel em construção para o que aí vem.

"Vamos ter que jogar contra todos, talvez mais à frente estaríamos com outra bagagem para os defrontar. Estaríamos mais recheados, porque o plantel não está fechado. Há gente que vai chegar, que tem que chegar. Há alvos e situações já avançadas, mas neste momento não há certezas. Para não estar a induzir em erro prefiro não falar em posições e alvos específicos. Este mercado tem-nos mostrado [que não há certezas]", indicou.

O Arouca arrancou a I Liga 2021/22 com uma derrota (0-2) caseira do Estoril.

Histórico: vantagem é Encarnada mas Arouca já venceu o Benfica

Este será o 12.º jogo oficial entre Arouca e Benfica, entre I Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga. A vantagem é claramente Encarnada, com nove vitórias, um empate e uma derrota.

O último embate entre Águias e Arouquenses aconteceu a 22 de novembro de 2018, na quarta eliminatória da Taça de Portugal. O Benfica passou mas sofreu para vencer por 2-1, com golos de Jonas e Rafa Silva, um dos sobreviventes do Benfica daquele encontro. Também o primeiro encontro entre ambos aconteceu na prova rainha do futebol português: a 16 de outubro de 2010, o Benfica, orientado por Jorge Jesus, goleou o Arouca por 5-1 na terceira eliminatória da Taça de Portugal, com golos de Luisão, Saviola e Nico Gaitán e um bis de Alan Kardec.

Dos anteriores 11 jogos, nove foram para a I Liga. E logo no primeiro embate o Benfica sentiu dificuldades ao empatar 2-2 com o Arouca na Luz, na 12.ª ronda da Liga 2013/14.

Nos outros jogos, destaque para a vitória do Arouca, a única, conseguida a 23 de agosto de 2015, na 2.ª ronda da I Liga 2015/16. Roberto foi o autor do golo. Ederson era suplente de Júlio César na baliza do Benfica, de Rui Vitória, Lito Vidigal colocava o seu Arouca na liderança da prova. De lá para cá, sobra um jogador de cada lado: Sema Velázquez no Arouca e Pizzi no Benfica, ambos titulares nesse jogo de 2015.

O que dizem os treinadores: as garantias de Jesus e o respeito de Evangelista

Na conferência de imprensa que serviu para lançar a deslocação à Luz, o técnico do Arouca disse que o jogo é uma "grande oportunidade" para os seus jogadores.

"O início não foi o que desejávamos. Em relação ao estado anímico do plantel, parece-me que tem noção da oportunidade que é competir na I Liga contra uma equipa da Liga dos Campeões. Queremos que os nossos adversários olhem para o Arouca com respeito. Não queremos que olhem para o Arouca como os parceiros pobres desta liga. É com essa motivação que vamos encarar este jogo", afirmou Armando Evangelista, na conferência de antevisão à partida.

Já Jorge Jesus falou de tudo: elogiou João Mário, abordou o mercado e deixou algumas ideias sobre Florentino, Jota e Gedson, que parecem não contar para o treinador.

O Benfica-Arouca está marcado para às 18h00 deste sábado e poderá ser acompanhado, como sempre, no SAPO Desporto. O encontro será dirigigo por Manuel Mota, árbitro da Associação de Futebol de Braga. Jorge Fernandes e Luciano Maia serão os assistentes, Flávio Lima o 4.º árbitro. Hélder Malheiro e Rui Cidade ficarão responsáveis pelo VAR e AVAR, respetivamente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.