O Chelsea venceu hoje (4-1) o lanterna vermelha Sheffield United e subiu ao terceiro lugar da liga inglesa de futebol, enquanto o Leeds perdeu pelo mesmo resultado no reduto do Crystal Palace, com um autogolo de Hélder Costa.

No encontro da oitava jornada, em Stamford Bridge, os ‘blues’ até começaram a perder, logo aos 09 minutos, depois de uma boa jogada protagonizada pelos ‘blades’, concluída por David McGoldrick, que deixava antever dificuldades para a equipa orientada de Frank Lampard.

Contudo, ainda na primeira parte e num espaço de 11 minutos, o Chelsea deu a volta ao marcador, iniciada com o golo do avançado Tammy Abraham (23) e concluída pelo lateral Ben Chilwell (34), sendo que, já no segundo tempo, Thiago Silva (77) e Timo Werner (80) aproveitaram os deslizes na defensiva adversária para tornar a vitória ainda mais esclarecedora.

Este resultado permite os londrinos ascender ao terceiro posto, de forma provisória, com 15 pontos, os mesmos do Leicester, que ainda vai entrar em campo nesta ronda. O Sheffield United continua sem vencer e permanece na cauda da tabela, com apenas um.

Horas antes, também em Londres, o Palace foi igualmente demolidor frente ao Leeds United, que passa a ter a pior defesa da prova (17 golos sofridos), no 14.º posto, com 10 pontos, enquanto os anfitriões são sétimos, com 13.

O defesa Scott Dann, aos 12 minutos, abriu o marcador para os ‘eagles’ no Selhurst Park, o médio Eberrechi Eze (22), na cobrança irrepreensível de um livre direto, dilatou a vantagem, antes de Patrick Bamford (27) encurtar distâncias, já depois de ter visto anularem-lhe um golo por posição irregular.

À beira do intervalo, o infortúnio aconteceu ao português Hélder Costa (42), ao desviar involuntariamente a bola para dentro da baliza, traindo o guarda-redes Meslier. O técnico Marcelo Bielsa viria a retirar o extremo do campo no recomeço da segunda parte, que teve mais um golo para os locais, desta vez anotado por Jordan Ayew (70).

No primeiro jogo do dia, o internacional português Bruno Fernandes, autor de dois golos e uma assistência, foi a grande figura no Goodison Park, frente ao Everton, no regresso às vitórias (3-1) do Manchester United na Premier League.

Os ‘toffees’ adiantaram-se, aos 19 minutos, pelo brasileiro Bernard, servido pela cabeça de Carvert-Lewin, mas o ex-jogador do Sporting deu a volta ao resultado ainda na primeira parte.

Bruno Fernandes empatou o jogo aos 25 minutos, de cabeça, no ‘coração’ da área, após centro da esquerda de Luke Shaw, para, aos 32, dar vantagem aos ‘red devils’, num centro da esquerda para a cabeça de Rashford, que não tocou na bola a enganou Pickford.

Na segunda parte, o United defendeu a vantagem e já na parte final dos descontos, aos 90+5 minutos, ainda chegou ao terceiro golo, com Bruno Fernandes a conduzir um contra-ataque e a isolar o uruguaio Edinson Cavani, que marcou o primeiro golo pelo United.

Por seu lado, o Everton, que estava invicto em casa (duas vitórias e um empate), somou o terceiro desaire consecutivo na prova e quarto jogo sem ganhar.

Apesar do triunfo, o Manchester United ainda só está, e de forma provisória, no 13.º lugar da tabela, com 10 pontos, em sete jogos, enquanto o Everton é sexto, com 13, em oito.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.