O português Vítor Ferreira, novo reforço do Paris Saint-Germain (PSG), define-se como um futebolista técnico, apreciador do jogo bonito e criativo, que gosta de atacar e de fazer a ligação entre a linha média e o ataque.

“Não gosto muito de falar de mim, prefiro que as pessoas me vejam jogar e depois formem a sua opinião. Mas sou mais técnico, gosto do jogo bonito, jogo especialmente para os meus companheiros, quero dar sempre o melhor de mim para ajudar a equipa. Estou inclinado para o ataque, gosto de criar e fazer a ligação entre setores”, disse Vítor Ferreira, em entrevista dada ao ‘site’ do clube francês.

Desafiado a descrever a sua personalidade, Vítor Ferreira considera-se um jovem maduro para a sua idade, uma pessoa brincalhona e muito próxima da família, além de um bom comunicador.

Quando foi questionado se este é o momento certo para ingressar num clube como o PSG, o internacional luso respondeu afirmativamente, tendo em conta que acabou de fazer a “melhor época ao serviço do FC Porto, de ganhar títulos e de ter chegado à principal seleção de Portugal, um sonho que se concretizou”.

Depois de revelar que o seu objetivo é continuar a evoluir e a ganhar títulos no PSG, Vítor Ferreira mostrou-se satisfeito por encontrar dois compatriotas seus com quem convive na seleção, Danilo e Nuno Mendes.

“Sim, acabei de conversar um pouco com eles sobre a minha vinda, mas não muito. Mal posso esperar para vê-los novamente e fazer-lhes muitas perguntas. Vou precisar de uma ajudinha no começo e sei que eles me vão dar essa ajuda”, referiu.

Quanto ao campeonato francês, considerou tratar-se de um grande desafio por ser “um futebol forte, atlético, com equipas sólidas e competitivas”, mas prometeu aos adeptos do PSG que irá “dar o máximo para ajudar a equipa a alcançar os seus objetivos”, definindo-se como “um jogador comprometido, trabalhador e com sentido coletivo”.

O internacional português Vítor Ferreira vai jogar no Paris Saint-Germain, comunicou hoje o FC Porto à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), com os campeões nacionais de futebol a receberem 41,525 milhões de euros (ME) pelo médio.

Vítor Ferreira assinou um contrato válido por cinco anos com e foi apresentado como novo reforço dos campeões franceses, depois de ter passado nos exames médicos a que foi submetido em Paris.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.