Depois de longa espera, lá arrancou uma nova edição da Liga dos Campeões de futebol, com os favoritos a imporem a sua lei, com mais ou menos dificuldades. Entre e terça e quarta-feira, houve espaço para goleadas, empates surpreendentes, derrotas inesperadas e para resultados mais ou menos já esperados.

Todos os resultados e marcadores da 1.ª ronda da Champions

Portugal sem triunfos

Num ano em que Portugal volta a colocar três equipas na fase de grupos, infelizmente não houve qualquer vitória lusa. Dois empates e uma goleada caseira foi o que se conseguiu.

O Benfica foi o primeiro a entrar em campo na Ucrânia, onde saiu com um ponto. Dominou mas sempre longe da baliza e ainda acabou a sofrer: viu os ucranianos atirarem aos ferros por duas vezes, Vlachodimos a brilhar mais uma vez e o VAR a 'ajudar', ao anular um tento à equipa de Lucescu aos 92 minutos.

O FC Porto foi quem mais perto esteve de vencer. No Wanda Metropolitano, Taremi ainda colocou a bola no fundo das redes de Oblak aos 81 minutos mas o VAR acabou por anular o golo por mão na bola. O iraniano caiu, após contacto com Oblak e, na queda, acabou por tocar ao de leve na bola com a mão. Os portistas pediram também penálti no lance mas o juiz Ovidiu Hategan não era da mesma opinião.

À mesma hora o campeão Sporting descia à terra com um banho de realidade: a segunda pior goleada sofrida em casa na história do clube, após ser impotente para travar o Ajax. Os Leões foram batidos por 5-1, num jogo onde sofreram o 1-0 ainda antes do segundo minuto. Regresso complicado do Sporting à Liga dos Campeões, onde não estava desde desde 2017/18.

Surpresas e desilusões

Esta foi também uma primeira ronda com alguns golos portugueses. Coube a Cristiano Ronaldo marcar o primeiro golo nesta edição da prova, mas insuficiente para dar a vitória ao Manchester United. Num jogo que se esperava ser um 'passeio' para os ingleses, CR7 abriu o ativo após passe de trivela de Bruno Fernandes mas a expulsão de Wan-Bissaka a passagem da meia hora deixou os Red Devis expostos. O Young Boyz conseguiu o triunfo por 2-1 aos 94 minutos, num erro infantil de Lingard.

Na Bélgica, o Mundo do futebol estava em pulgas para a ver Messi, Neymar e Mbappé juntos pela primeira vez mas foi uma desilusão. O PSG empatou 1-1 com o Club Brugge e até poderia ter saído derrotado, não fosse a falta de pontaria dos belgas nos minutos finais. Danilo entrou ao intervalo, Nuno Mendes aos 75 minutos. Messi atirou à barra, Mbappé assistiu Herrera para o único tento dos franceses e saiu lesionado, Neymar nem se viu.

Outra surpresa chegou da Moldávia onde o Sheriff Tiraspol venceu o Shakhtar Donetsk da Ucrânia por 2-0, no primeiro jogo de sempre de uma formação moldava na fase de grupos da Champions. A equipa da Transnístria, um estado autoproclamado que não é reconhecido internacionalmente, apesar de ter bandeira e governo próprios, brilhou ao ritmo africano, com golos do maliano Adama Traoré do guineense Momo Yansane. A equipa que toda a gente queria a mostrar que não está na Champions para passear.

Festival de golos

O Manchester City venceu o RB Leipzig por 6-3, no jogo com mais golos desta primeira ronda. Christopher Nkunku foi a figura do jogo, ao marcar os três golos dos alemães, num encontre onde Nordi Mukiele fez o autogolo mais estranho da ronda: um cabeceamento para a própria baliza, num gesto fantástico... se estivesse na área contrária. Cancelo fez um golaço, Rúben Dias envergou a braçadeira de capitão e assistiu Graelish para um dos seis tentos dos Citizens.

E por falar em golos, o Liverpool-AC Milan, do grupo do FC Porto, também foi entretido. Os Reds tiveram de puxar dos galões para vencer por 3-2, depois dos italianos terem dado a volta ao marcador, com Rafael Leão a estar nos dois golos dos italianos. Diogo Jota foi titular no Liverpool mas não marcou.

Sem surpresas em nova humilhação do Barcelona

Nos outros jogos, poucas surpresas: o Real Madrid venceu o Inter com um golo já perto dos 90 minutos, a Juventus não sentiu dificuldades para bater o Malmo por 3-0, o Chelsea sofreu mas ficou com os três pontos diante do Zenit (1-0), o Bayern Munique voltou a 'trucidar' o Barcelona, agora apenas por 3-0, num jogo onde os catalães não fizeram qualquer remate enquadrado. O Borussia Dortmund, adversário do Sporting, venceu fora o Besiktas por 2-1 num jogo onde até podia ter goleado.

No Sevilha-Salzburgo houve quatro penaltis em 45 minutos mas apenas dois convertidos, um para cada lado. A armada portuguesa do Lille empatou a zeros com o Wolfsburgo, assim como o Villarreal 2-2 Atalanta.

Na próxima ronda o FC Porto recebe o Liverpool, o Benfica joga na Luz com o Bayern Munique e o Sporting joga fora com o Borussia Dortmund. Três colossos para colocar à prova o futebol português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.