Rúben Dias confessa ser um estudioso do futebol. O central do Manchester City gosta muito de ver os jogos dos adversários mas também os seus, já que há sempre algo para aprender.

Numa entrevista ao site da UEFA, o antigo central do Benfica explicou como 'finta' a namorada em casa quando decide ver mais um jogo de futebol pela televisão.

"Muitas vezes a minha namorada vira-se para mim e diz 'oh, vais ver outro jogo' e eu digo-lhe sempre na brincadeira 'deixa-me ler um pouco mais do meu livro'", começou por contar. O defesa central garante que este hábito de aprender com outros jogos já é antigo.

"Há sempre uma nova oportunidade para aprender, uma parte do jogo que podes analisar, para ver um golo que uma equipa sofre, como a equipa falhou na tentativa de o impedir ou para ver como o impediram de acontecer. Desde muito novo, encorajado pelo meu pai, habituei-me a aprender algo em tudo o que vejo e não ver apenas o jogo como um espetáculo mas sim como material de estudo. Não aprendi com apenas um, dois ou três jogadores. Aprendi com 10, 20 ou 30. Aprendi com tudo o que vi. Mesmo hoje continuo a aprender imenso ao ver outros defesas", explicou.

Esta quarta-feira, o Manchester City defronta o PSG, na primeira-mão das meias-finais da Liga dos Campeões. O internacional português confessa que a conquista da prova é um dos grandes objetivos da época.

"Foram cinco ou seis temporadas em que não conseguimos passar dos quartos-de-final. É claro que estamos muito contentes por estar nesta fase. Isto quer dizer que estamos um pouco mais próximos do nosso objetivo, mas totalmente conscientes de que há muito ainda a fazer", disse Rúben Dias.

O Manchester City vai medir forças com os vice-campeões europeus, numa equipa que tem Neymar, Mbappé, Di Maria, Icardi, entre outros craques.  Este encontro é visto como uma final antecipada da prova milionária.

"Quem gosta de futebol já viu o Paris SG jogar, por isso há uma ideia clara de como é o PSG. De igual modo, eles também sabem, tenho a certeza, de como é a nossa equipa. Será como mais uma final. Vamos tentar fazer parecer normal uma coisa que realmente não o é. Temos estado a disputar finais desde o início da época: um jogo de cada vez, tratando cada um deles como uma final, pois só assim a nossa equipa poderá ter sucesso", frisou Rúben Dias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto