FC Barcelona e Atlético de Madrid empataram hoje sem golos, em jogo que pode ‘abrir’ caminho para o título ao rival Real Madrid, que fica a depender de si, na Liga espanhola de futebol.

Em Camp Nou, o FC Barcelona não foi autoritário e tão pouco teve a capacidade ofensiva de outras ocasiões, com mais posse de bola para os catalães, mas uma primeira parte que foi quase exclusiva dos ‘colchoneros’.

O guarda-redes alemão Ter Stegen negou o golo a Llorente, Carrasco ou Luís Suárez, enquanto Jan Oblak salvou o ‘Atleti’ aos 41 minutos, após uma jogada individual de Messi, que viu o esloveno defender com a ponta dos dedos um lance de golo.

As duas equipas saíram para o intervalo com baixas: no Atlético Lemar saiu lesionado aos 13, e no FC Barcelona foi Sérgio Busquets, aos 32, e que foi levado ao hospital para observação após um choque de cabeça que o deixou com uma hemorragia nasal.

Na segunda metade, o ‘Barça’, com Francisco Trincão sem sair do banco, apresentou-se melhor, mas ainda assim com dificuldades perante um adversário compacto, que fez entrar João Félix aos 67 minutos, mas sem impacto do português no jogo.

Ronald Koeman, técnico dos culés que cumpriu o segundo jogo de castigo nas bancadas, só mostrou intenções de vencer aos 76 minutos, quando lançou Dembélé, ficando o Barça mais ofensivo. Ronaldo Araújo ainda colocou a bola no fundo das redes de Oblak mas estava em fora de jogo.

Nos últimos instantes, a equipa de Ronald Koeman foi a que esteve mais perto do golo. Dembelé atirou de cabeça por cima, aos 85 minutos, quando tinha tudo para fazer golo, e Messi ameaçou num livre frontal, aos 90.

O nulo penalizou os dois emblemas, que ficam ‘reféns’ do rival Real Madrid e do que os ‘merengues’ possam fazer nesta 35.ª ronda, em que recebem no domingo o Sevilha, quarto, e que em caso de vitória assumem a liderança de ‘La Liga’.

“Sabemos que não dependemos de nós, mas vendo os resultados desta época, o campeonato continua em aberto”, considerou no final o central do ‘Barça’ Gerard Pique, admitindo que o rival Real também ainda tenha dificuldades.

Do lado do Atlético Madrid, o guarda-redes Jan Oblak lembrou também que a reta final “será difícil para todos”, mas não deixou de admitir que os ‘colchoneros’ deixaram de depender apenas de si para chegarem ao título.

O Atlético lidera o campeonato com 77 pontos, mais dois do que o FC Barcelona, enquanto Real Madrid tem 74 pontos e o Sevilha 70, mas estes dois com menos um jogo disputado, faltando para os primeiros três jogos e para os segundos quatro.

Em caso de igualdade pontual, o Real Madrid tem vantagem no confronto direto com o Atlético (1-1, 2-0) e com o Barcelona (2-1, 3-1).

Também hoje, em ‘La Liga’, Alaves e Levante empataram a dois golos, com os primeiros em fuga à zona de descida, um ponto acima de Valladolid (18.º), com menos um jogo, e o Levante, que teve Rúben Vezo a titular, na 13.ª posição, praticamente a salvo.

*Artigo atualizado

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.