O futebolista internacional camaronês Andre Onana, guarda-redes titular do Ajax, foi punido com 12 meses de suspensão, devido a um controlo antidoping positivo, informou hoje o clube holandês.

“O Comité Disciplinar da União Europeia de Futebol (UEFA) impôs uma suspensão de 12 meses a Andre Onana, por uma violação em matéria de doping. Num controlo fora de competição, foi detetada a substância furosemida na sua urina”, refere o Ajax.

Em comunicado publicado no sítio oficial na Internet, o clube adianta que a suspensão ao seu guarda-redes é válida a partir de hoje e aplica-se a todas as competições, nacionais e internacionais.

Na mesma nota, o Ajax justifica que Onana sentiu-se indisposto na manhã de 30 de outubro e, na tentativa de aliviar o desconforto, tomou, por engano, o medicamento Lasimac, prescrito para a sua mulher.

“O Comité Disciplinar reconheceu que Onana não teve intenção de fazer batota, mas a UEFA entende, tendo em conta as regras antidoping, que um atleta tem o dever de garantir, a qualquer momento, que não toma substâncias proibidas”, adianta o Ajax.

O diretor Edwin van der Sar manifestou a intenção de o clube apresentar um recurso junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

“Esperávamos uma pena suspensa ou um castigo mais curto do que 12 meses, porque não existiu objetivo de melhorar o seu desempenho”, justificou Van der Sar, antigo guarda-redes internacional holandês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto