Ángel di María deu esta quarta-feira uma longa entrevista à TyC Sports, na qual recordou vários episódios da carreira. Uma das figuras mencionadas foi José Mourinho, treinador com quem o argentino trabalhou no Real Madrid.

"É um fenómeno. Comigo sempre se portou muito bem. Mas no balneário estava sempre a reclamar, reclamava com qualquer um, não se importava com quem era... Uma vez começou a discutir com o Cristiano Ronaldo no balneário, a dizer-lhe que não corria, que os outros corriam por ele. Não se importa com nada", lembrou o atual jogador do PSG.

"Houve um dia em que tinha quatro amarelos e disse-me 'se te derem cartão amarelo neste jogo dou-te quatro dias de folga'. Entrei, fiz uma falta duríssima e quase sou expulso. Acabei por ganhar os dias de folga!", contou.

Ainda sobre os tempos no Real Madrid, Di María não esconde o orgulho em ter partilhado o balneário com Ronaldo: "Uma coisa é o que se vê no relvado, fora disso é outra pessoa. No primeiro ano em Madrid, no meu aniversário, estavam na cidade uns amigos meus e pensei convidar o Marcelo e o Pepe, que estavam sempre com o Cristiano e convidei-o também. (…) Apareceu e bebeu uma cerveja connosco, tranquilo."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.