A Polónia, de Paulo Sousa, poderá ficar privada da sua maior estrela, Robert Lewandowski, na visita a Inglaterra na qualificação para o Mundial2022, pois o Bayern Munique admite reter o futebolista devido à variante britânica do coronavírus.

“Não queremos correr riscos. Queremos que os jogadores no regresso ao Bayern retomem de imediato os treinos e o ritmo dos jogos. É disso que vai depender a decisão”, disse o treinador, Hansi Flick.

A Polónia vai jogar em Wembley, Londres, em 31 de março, enquanto a Áustria, que tem o defesa Alaba, jogador que está na mesma situação, visita a Escócia em Glasgow em 25 de março.

"Se um jogador tiver de ser colocado em quarentena quando regressar, o clube está autorizado a não o libertar", explicou o técnico, antes de assumir que “ainda nada está decidido”.

Segundo os cientistas, a variante britânica do coronavírus é ainda mais "preocupante" por ser mais contagiosa.

Cumprindo as regras alemãs relacionadas com a covid-19, o líder do campeonato ficaria privado dos atletas na importante visita ao Leipzig, segundo classificado, a quatro pontos, em 3 de abril.

Paulo Sousa, de 50 anos, treina pela primeira vez uma seleção, começando a caminhada rumo ao Mundial do Qatar, com uma visita à Hungria, uma receção a Andorra e uma viagem a Inglaterra.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.