O Manchester City teve de recorrer ao banco para 'embalar' para as meias-finais da Taça de Inglaterra de futebol, em jogo em que acabou por golear o Southampton, por 4-1.

Na visita ao Southampton, Pep Guardiola contou com o português João Cancelo, mas deixou Bernardo Silva no banco, e teve de recorrer a Ryad Mahrez e Phil Foden já na última meia hora, face à resistência, e perigo, que os ‘The saints’ ainda ofereciam.

A vitória por 4-1 é enganadora em relação às dificuldades que a equipa de Manchester sentiu em boa parte do jogo, desbloqueada já nos últimos 30 minutos, numa grande penalidade de De Bruyne, aos 62 minutos, quando se verificava uma igualdade a um golo.

Sterling abriu o marcador para a formação de Manchester, aos 12 minutos, mas um autogolo de Laporte, aos 45+2, em que a bola desviou no central, manteve a eliminatória acesa, e com crença, para o Southampton.

Pep Guardiola, que nem convocou o guarda-redes Ederson, acabou por fazer entrar Foden e Mahrez, para os lugares de Grealish e Gabriel Jesus, e foi com as mudanças que ganhou tranquilidade e uma qualificação segura.

Foden fez o 3-1, aos 75 minutos, e Mahrez não esperou muito para chegar ao quarto golo, aos 78.

Mais cedo, o Crystal Palace ‘engoliu’ o Everton, com as ‘águias’ a golearem por 4-0, com golos de Marc Guehi (25 minutos), Jean-Philippe Mateta (41), Wilfried Zaha (79) e Will Hughes (87), num jogo em que André Gomes foi titular nos visitantes.

Ainda hoje, o histórico Nottingham Forest, atualmente a disputar o ‘Championship’, e o Liverpool, de Diogo Jota, defrontam-se a partir das 18:00, pela quarta ‘vaga’ nas meias-finais da Taça de Inglaterra, depois de no sábado também o Chelsea garantir a presença, eliminando fora o Middlesbrough (2-0).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.