A seleção portuguesa foi hoje afastada nos oitavos de final do Euro2020, ao perder com a Bélgica por 1-0, em Sevilha. Um golo de Thorgan Hazard, aos 42 minutos, foi suficiente para selar o triunfo dos ‘diabos vermelhos’, que vão agora defrontar a Itália. Portugal ainda teve várias oportunidades para marcar, especialmente depois das entradas de Félix, Bruno Fernandes e André Silva, mas desta vez a sorte não caiu para o lado do campeão europeu.

Fernando Santos fez duas mexidas no onze em relação ao jogo com a França: Diogo Dalot, que se estreou pela seleção na última partida, foi titular, assim como João Palhinha. Já a Bélgica começou com os irmãos Hazard e, no centro da defesa a três, com Thomas Vermaelen.

Portugal teve o primeiro lance de perigo aos seis minutos de jogo: Renato Sanches abriu na esquerda, em transição rápida, mas o remate cruzado de Diogo Jota saiu muito lado da baliza de Courtois.

A Bélgica aumentou a pressão com o avançar do encontro, mas a defesa portuguesa ia conseguindo fechar os espaços. No entanto, a formação lusa precisava arriscar mais no ataque, especialmente nos corredores laterais, onde os belgas mostravam fragilidades.

Aos 25' Ronaldo tentou a sorte de livre, mas o remate saiu à figura de Courtois, que afastou com os punhos. A Bélgica só conseguiu responder aos 37 minutos, num contra-ataque perigoso de Lukaku, que conseguiu resistir à pressão de Palhinha até ser desarmado por Dalot. No seguimento da jogada, Thomas Meunier atirou, de trivela, ao lado.

Já perto do intervalo, no primeiro remate dos belgas à baliza portuguesa, Thorgan Hazard teve espaço, foi para dentro e atirou de longe para o 1-0, com a bola a ganhar uma trajetória traiçoeira para Rui Patrício.

A segunda parte começou com uma substituição forçada no lado dos belgas, com Kevin De Bruyne a sair tocado e a dar lugar a Dries Mertens. Fernando Santos também mexeu na equipa e lançou em campo João Félix e Bruno Fernandes (saíram Moutinho e Bernardo Silva).

Tal como se esperava, a Bélgica voltou a entregar a iniciativa a Portugal, que esteve muito perto do empate aos 58': boa jogada de Ronaldo na direita, a colocar em Diogo Jota já em esforço, o avançado do Liverpool rodou e rematou forte, mas por cima. Os 'diabos vermelhos' tentaram responder no contra-ataque, com a bola a chegar até Lukaku (63'), que rematou com perigo, mas por cima da baliza de Rui Patrício.

Fernando Santos tentou mexer com o ataque e lançou André Silva, deixando Ronaldo mais próximo do flanco e Félix na direita. As constantes paragens do jogo não foram benéficas para Portugal que, ainda assim, tentou de tudo para chegar ao empate: Rúben Dias cabeceou para uma defesa por instinto de Courtois e depois foi Raphael Guerreiro a atirar ao poste. Mas não chegou...

Saiba tudo sobre o Euro2020: fotos, vídeos, infografias, notícias e reportagens

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.