A seleção de Cabo Verde levou a melhor sobre a sua congénere de Moçambique e apurou-se para a fase final do CAN2021, que irá decorrer no próximo ano nos Camarões.

No estádio Nacional do Zimpeto, arredores de Maputo, os Tubarões Azuis precisavam apenas de um empate para voltar a uma fase final de um CAN, depois de terem falhado a presença em 2019. Já Moçambique tinha de vencer o seu país irmão dos PALOP e esperar que o Ruanda não vencesse os Camarões.

O único golo do jogo foi marcado por Faizal Bangal na própria baliza, aos 58 minutos.

No outro jogo, Camarões, treinados pelo português António Conceição, e Ruanda empataram a zero bolas.

Cabo Verde termina no segundo lugar do Grupo F com 10 pontos, menos um que os Camarões. Ruanda fez cinco, Moçambique somou quatro. Os Tubarões Azuis foram a única seleção a não perder neste grupo: quatro empates nas quatro primeiras rondas e duas vitórias nos últimos dois jogos.

Cabo Verde será a segunda equipa lusófona na CAN2021, depois da Guiné-Bissau também ter assegurado uma vaga no torneio que se disputa em 2021 nos Camarões.

Além das duas equipas lusófonas, estão apuradas Etiópia, Mauritânia, Camarões, Senegal, Argélia, Mali, Guiné-Conacri, Tunísia, Egito, Gâmbia, Gabão, Gana, Burkina Faso, Zimbabué, Guiné-Equatorial, Marrocos, Costa do Marfim, Comores, Nigéria, Sudão e Malawi.

Ainda por definir está uma última vaga, depois do Serra Leoa-Benin ter sido adiado, devido a cinco alegados casos de covid-19 no conjunto visitante.

A edição de 2021 da CAN foi adiada para o próximo ano nos Camarões, decorrendo entre 15 de janeiro e 28 de fevereiro de 2022.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto