O vencedor do Mundial, Lucas Hernández, revelou na segunda-feira que a transferência recorde para o Bayern de Munique se transformou num pesadelo com lesões recorrentes e a ameaça de prisão em Espanha.

O defesa tornou-se o jogador mais caro da história da Bundesliga quando se juntou ao Bayern vindo do Atlético de Madrid em 2019 por 80 milhões de euros. Mas o jogador de 25 anos admitiu que uma série de lesões o isolou dos companheiros de equipa, além de ter que lidar com problemas judiciais em Espanha.

"Não foram anos fáceis", disse Hernández em entrevista à revista alemã Kicker. "Estive lesionado durante o primeiro ano e meio e foi definitivamente o pior momento da minha carreira", admitiu.

"Primeiro perdi seis meses, depois joguei dois meses e depois fiquei quatro meses de fora de novo. Quando não estás com os companheiros de equipa todos os dias e fica sozinho muitas vezes, acabas por ficar em baixo. Mas agora que estou com eles, sinto-me bem integrado no grupo", acrescentou.

No entanto, o defesa reconheceu que as ausências forçadas reforçaram a sua determinação. "Alguns jogadores quando estão lesionados pensam em parar o futebol. Para mim foi exatamente o contrário."

"Quanto maiores são as dificuldades, mais estou motivado para ir e voltar ao trabalho. Estes momentos tornaram-me mais forte mentalmente e mais maduro do ponto de vista do carácter", salientou.

Em outubro, Hernández compareceu a um tribunal de Madrid por violar uma ordem de restrição em 2017 que o proibia de entrar em contato com a companheira após uma violenta altercação entre os dois, que agora estão casados.

Nenhum dos dois apresentou queixa contra o outro, mas os dois foram acusados ​​pelo promotor público espanhol. Hernández evitou uma sentença quando o tribunal aceitou o apelo do jogador francês.

"Foi um momento muito difícil para mim quando essa história foi divulgada. A minha esposa estava, e ainda está, grávida do nosso segundo filho. Nem a minha esposa nem eu entendemos por que o tribunal abriu esse processo contra mim."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.