Situação insólita na seleção da Ucrânia. Oleksandr Shovkovskiy, histórico guarda-redes do Dínamo Kiev, retirado desde 2016, foi agora convocado, aos 45 anos, pelo selecionador Andriy Shevchenko.

O antigo jogador era agora o responsável pelo treino dos guarda-redes na seleção e, face às muitas ausências devido á COVID-19, foi incluído na lista de jogadores como guardião suplente para o amigável com a França.

Shovkovskiy foi chamado como último recurso, depois de seis jogadores inicialmente convocados terem testado positivo à COVID-19, entre eles os guarda-redes Pyatov, Lunin e Pankiv.

Andriy Shevchenko ainda tem um guarda-redes disponível, Georgy Bushchan, do Dínamo, mas nenhum para se sentar no banco. Daí a chamada de Oleksandr Shovkovskiy.

"A UEFA permite inscrever qualquer pessoa que tenha a nacionalidade do país que representa, mesmo que não esteja em qualquer clube", pode ler-se na nota emitida pela federação ucraniana (UAF), que refere ainda que Shovkovskiy só irá a jogo caso Bushchan tenha algum problema.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.