Sporting de Braga e Valladolid empataram hoje 2-2, num jogo particular de futebol em que os minhotos chegaram a estar a perder por 2-0, mas recuperaram com tentos de Paulinho e Esgaio.

Um autogolo de Bruno Viana, aos 34 minutos, e um tento de Joaquín, aos 48, colocaram os espanhóis a vencer por duas bolas, mas Paulinho reduziu, aos 57, de grande penalidade, e Esgaio sentenciou o resultado, aos 81, materializando uma boa reação da equipa da casa à desvantagem.

Ao sexto jogo da pré-temporada, os bracarenses somaram o segundo empate (três vitórias e uma derrota) diante do 13.º classificado da Liga espanhola da última época.

Carlos Carvalhal apresentou o mesmo ‘onze' do que defrontou o Benfica, na quarta-feira (derrota por 2-1), num 4x4x2 a defender e em 3x4x3 a atacar - projetando Esgaio pela direita e André Horta (Fransérgio na segunda parte neste papel) juntando-se mais ao irmão Ricardo e a Paulinho.

O Valladolid trocou toda a equipa que começou o jogo com o Sporting, na sexta-feira (derrota por 2-1), e foi melhor na primeira parte, dispondo de mais oportunidades de golo diante de uma equipa bracarense perra de ideias.

Sergi Guardiola, aos 07 e 09 minutos, esteve perto de marcar, primeiro cabeceando ao lado e depois obrigado Matheus a boa intervenção.

Os minhotos, pouco agressivos, tinham dificuldade em lidar com a pressão espanhola e só aos 20 minutos, numa incursão de Raul Silva pelo ataque, criaram perigo através de um remate em arco de Ricardo Horta.

Mas seria Matheus a voltar a estar em evidência ao parar um remate de Waldo (22) e, aos 34 minutos, surgiu o autogolo de Bruno Viana após remate de Waldo.

A abrir o segundo tempo, Waldo criou perigo que Matheus solucionou com uma rápida saída da baliza, mas um minuto depois nada podia fazer diante de um isolado Joaquín que cabeceou com muita calma, colocado, após bom centro de Nacho (48 minutos).

Na segunda parte, André Horta baixou no terreno por troca com Fransérgio e a equipa beneficiou disso. Ricardo Horta sofreu a falta na grande área e Paulinho converteu o penálti (57 minutos) e depois quase só deu Braga.

Ricardo Horta esteve perto do golo por duas vezes (63 e 77 minutos), mas seria Esgaio a marcar, após uma bela jogada coletiva que passou por André Horta, Fransérgio e assistência final de Paulinho.

Já em período de descontos, aos 90+3 minutos, Fransérgio cabeceou ao poste e, na recarga, Ricardo Horta permitiu a defesa a Masip.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.