O tenista alemão Alexander Zverev anunciou hoje a sua desistência do torneio de exibição de Berlim, a decorrer de 13 a 19 de julho, e que o seu terceiro teste de despistagem à covid-19 deu negativo.

“Planeava ir a Berlim este mês, mas finalmente tomei a decisão de continuar a treinar e não disputar um torneio neste momento”, afirmou Zverev, de 23 anos, sétimo do ‘ranking’, nas suas contas nas redes sociais Twitter e Instagram.

Zverev participou em junho no Adria Tour, um torneio organizado pelo sérvio Novak Djokovic, com público e sem distanciamento social, durante o qual vários jogadores, incluindo o número 1 do mundo, foram contaminados pela covid-19.

“Primeiro do que tudo, fiz o meu terceiro teste à covid-19 e estou feliz por vos contar que deu negativo”, refere o jovem tenista, que anunciou ainda que está a treinar com o espanhol David Ferrer, que se retirou em 2019.

O tenista alemão, que vive no Mónaco e que foi apanhado numa festa durante o período de quarentena a que se tinha proposto após o torneio de Djokovic, lamentou perder “a oportunidade de jogar em casa” e prometeu “voltar em breve”.

O australiano Nick Kirgios e o austríaco Dominic Thiem (n.º 3 do mundo) são dois dos tenistas presentes no torneio de exibição de Berlim, a disputar na relva do campo Steffi Graf, de 13 a 15 de julho, e no hangar do antigo aeroporto de Tempelhof, de 17 a 19.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.