A Espanha, liderada por Rafael Nadal, apurou-se hoje para os quartos de final da Taça Davis em ténis, ao derrotar a Croácia, detentora do troféu, por 3-0.

O triunfo espanhol começou a ser construído por Roberto Bautista, que derrotou Nikola Mektic por 6-1 e 6-3, tendo depois Rafael Nadal superado Borna Gojo por 6-4 e 6-3. O número um mundial voltou a entrar em campo nos pares, ao lado de Marcel Granollers, dupla que superou os croatas Ivan Dodig e Mate Pavic por 6-3 e 6-4.

Nos quartos de final, os espanhóis vão defrontar um dos dois melhores segundos classificados da competição, dividida em seis grupos, que pode muito bem ser a Rússia, derrotada neste grupo pela Espanha e vitoriosa (3-0) sobre a Croácia.

Também a Austrália já marcou o seu lugar na fase seguinte, depois de hoje ter derrotado a Bélgica, defrontando nos 'quartos' o Canadá.

O apuramento dos canadianos causou polémica, não pelo seu merecimento, mas pelo facto de não terem comparecido, na terça-feira, ao encontro de pares frente aos Estados Unidos, por já terem assegurado o primeiro lugar do seu grupo.

Várias vozes criticaram o comportamento canadiano, entre as quais o sérvio Novak Djokovic, que disse que as seleções deveriam ser obrigadas a disputar todos os encontros.

Esta polémica veio juntar-se as que já marcavam a prova, cuja nova fórmula não parece ter cativado o público, que aparece em número reduzido, além de os horários tardios dos encontros também terem recebido críticas.

Este ano a Taça Davis está a ser disputada numa nova fórmula, tendo 18 equipas sido divididas em seis grupos de três. O primeiro de cada grupo, bem como os dois melhores segundos classificados, qualificam-se para os quartos de final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.