O Belenenses perdeu hoje no terreno do VRAC por 19-13, em Valladolid (Espanha), e falhou pela terceira vez no seu historial a conquista da Taça Ibérica de râguebi.

Dois pontapés de penalidade certeiros dos espanhóis na segunda parte ‘desataram’ o empate (13-13) que se registava ao intervalo e permitiram ao VRAC conquistar o troféu pela quarta vez consecutiva, quinta no seu historial, igualando os cinco troféus do El Salvador.

As duas equipas espanholas são, agora, as recordistas de títulos ibéricos, à frente dos portugueses Benfica e Direito, e dos espanhóis do Santboiana, todos com quatro troféus.

A equipa do Restelo foi escolhida para representar Portugal na competição por liderar a Divisão de Honra de 2019/20 em março, quando o campeonato foi interrompido devido à pandemia de covid-19, antes de a Federação determinar o final de todas as competições nacionais sem atribuição de títulos.

Foi a terceira final ibérica perdida pelo Belenenses, sempre no Estádio Pepe Rojo, em Valladolid, depois de falhar a conquista do troféu também em 2003, ao perder por 40-34 com o El Salvador, e em 2018, ao sair derrotado por 34-25 frente ao mesmo adversário de hoje.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.