A Federação Portuguesa de Natação associou-se à iniciativa 'Não Deixes Portugal Afogar', movimento liderado pelos técnicos de natação que exercem funções nos clubes e que pretende a reabertura das piscinas, encerradas por causa da pandemia de COVID-19.

"O objetivo deste movimento é desenvolver um conjunto de iniciativas com o intuito de sensibilizar os órgãos decisores para a importância da atividade que desenvolvem e que retome a normalidade o quanto antes, respeitando as normas de proteção e higiene", refere a nota federativa, hoje divulgada.

"Nunca é de mais referir que as piscinas são os espaços desportivos mais seguros relativamente à higienização", sublinha a Federação Portuguesa de Natação.

A nível global, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 307 mil mortos e infetou mais de 4,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,6 milhões de doentes foram considerados curados.

Portugal contabiliza 1.203 mortos associados à COVID-19 em 28.810 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.