Como praticamente todas as grandes competições desportivas a nível mundial, o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 encontra-se parado devido à pandemia COVID-19. Situação que deixa aquela que é a categoria 'rainha' do automobilismo num momento difícil e que poderá ditar mesmo que algumas equipas fechem definitivamente as portas.

Em entrevista à BBC Sport, Zak Brown, diretor executivo da McLaren, deu conta disso mesmo. "Esta situação pode ser, potencialmente, devastadora para algumas equipas. Pode significar o fim para várias delas e isso irá prejudicar o nosso desporto como um todo", sublinhou.

Entre os responsáveis pela Fórmula 1 estão já a ser discutidos planos para poupar dinheiro, mas de acordo com Zak Brown poderá ser já tarde demais. "Consigo mesmo imaginar quatro equipas a não sobreviverem a isto, caso a situação não seja tratada da melhor forma. E depois, tendo em conta o tempo necessário para criar uma equipa de Fórmula 1 e dada a crise económica que se seguirá, não vão haver pessoas em lista de espera para assumirem essas equipas", referiu.

Por tudo isto, o responsável da McLaren fala numa situação extremamente complicada. "A Fórmula 1 está num momento muito frágil", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.