A Dinamarca desistiu de organizar os mundiais de ginástica acrobática previstos para outubro de 2021 devido aos efeitos da covid-19, obrigando a federação internacional a equacionar um novo processo de candidatura para acolher o evento.

“É uma situação terrível e um duro golpe para todo o país, principalmente para os nossos ginastas, treinadores e voluntários, que há muitos anos esperavam participar neste evento em casa. Lamento muito que não possa ser realizado”, justificou Anders Jacobsen, presidente da federação de ginástica da Dinamarca.

A pandemia resultou em perdas e problemas financeiros aos quais o comité organizador não deseja juntar eventuais questões de saúde, caso os problemas persistam à escala global.

“Com os cenários derivados da covid-19 que agora conhecemos, tanto ao olharmos para a realização do Mundial quanto para a federação como um todo, estamos a perceber uma perda financeira considerável, pelo que, juntas, podem representar um grande risco para a entidade”, completou.

As medidas para combater a pandemia paralisaram setores inteiros da economia mundial e levaram o Fundo Monetário Internacional (FMI) a fazer previsões sem precedentes nos seus quase 75 anos: a economia mundial poderá cair 3% em 2020, arrastada por uma contração de 5,9% nos Estados Unidos, de 7,5% na zona euro e de 5,2% no Japão.

A federação internacional expressou o seu “pesar e deceção” pela novidade e assume que em breve vai “examinar todas as consequências” desta situação, incluindo a possibilidade de “um novo procedimento de inscrição” para receber estes mundiais, os 50.º da história.

A federação dinamarquesa, que em 2006 recebeu o mundial em Arhus, revelou que vai tentar candidatar-se a organizar prova em 2025.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.