Portugal vai disputar no domingo mais três finais nos Mundiais de canoagem, em Szeged, Hungria, destacando-se a de K4 500 metros, que pode valer mais quatro vagas à seleção nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Emanuel Silva, que persegue a quinta presença olímpica, João Ribeiro, que procura a segunda, e os jovens Messias Baptista e David Varela, que ambicionam a estreia em Jogos, competem às 12:21, horas de Lisboa, sabendo que o sétimo lugar vale bilhete para o Japão.

O quarteto qualificou-se para a regata das medalhas com um desempenho consistente que valeu o segundo lugar na sua meia-final: agora, precisam de bater dois rivais para atingirem o objetivo.

Fernando Pimenta, que hoje falhou a revalidação do título de K1 1.000, mas conquistou a medalha de bronze e assegurou lugar nos Jogos, vai defender o título mundial em K1 5.000, distância que não integra o programa olímpico.

Hélder Silva esteve no Rio2016, contudo os seus 200 metros prediletos caíram do programa para Tóquio: no domingo, vai procurar melhorar o sexto lugar obtido em 2018 em Montemor-o-Velho.

O K4 500 de Joana Vasconcelos, Teresa Portela, Francisca Laia e Francisca Carvalho poderia estar numa das finais, contudo foram somente nonas na sua meia-final e o barco fica fora de Tóquio, podendo agora as atletas disputar vagas K1 e K2 em maio de 2020 na derradeira oportunidade continental.

Além de Fernando Pimenta, Portugal já apurou um outro aleta para os Jogos, neste caso Paralímpicos, quando Norberto Mourão se sagrou vice-campeão do Mundo na classe adaptada de VL2 200.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.