O Benfica conquistou a UEFA Futsal Cup há 10 anos, em 25 de abril de 2010, em Lisboa, naquele que foi o primeiro grande título português na modalidade.

Foi em pleno Dia da Liberdade, na capital portuguesa, que os ‘encarnados’ ergueram o cetro, que viria a ser conquistado pelo Sporting nove anos depois, durante a vigência de Portugal como campeão da Europa de seleções.

A vitória das ‘águias' foi o primeiro triunfo europeu de um emblema luso e pode considerar-se que foi o ‘pontapé de saída' para as mais recentes conquistas.

Com uma equipa recheada de talento, e na qual figuravam nomes como Ricardinho, Arnaldo Pereira, Pedro Costa, César Paulo, Joel Queirós e o guarda-redes Bebé, a formação liderada por André Lima impôs-se ao poderoso Interviu Madrid e, num Pavilhão Atlântico [atual MEO Arena] em apoteose, chegou ao topo do futsal europeu.

No recinto no Parque das Nações, perto de 10 mil espetadores assistiram e ‘empurraram' as águias para o título, mas o caminho começou bem antes.

Nessa época, o Benfica, tricampeão nacional de futsal, apostou forte na UEFA Futsal Cup [atual Liga dos Campeões], depois da presença na final em 2003/04, então disputada a duas mãos e na qual foi derrotada pelo mesmo rival, o Boomerang Interviu, na sequência da derrota em Madrid por 4-1 e a vitória em Lisboa por 4-3, na segunda mão.

Para isso, André Lima, um dos nomes maiores do futsal ‘encarnado’ e da seleção portuguesa, deixou a quadra na época anterior e sentou-se no banco, onde ficou ao comando de uma equipa que começou a construir-se a partir da espinha dorsal da equipa das ‘quinas’.

A caminhada europeia começou em Lisboa, na Luz, onde as ‘águias' organizaram e venceram o Grupo 4. Duas goleadas aos montenegrinos do Budva (15-0) e aos bielorrussos do Viten Orsha (7-1) permitiram aos ‘encarnados' discutir o primeiro lugar com os eslovenos do KMN Puntar, num jogo que acabaram por vencer por 4-2, com golos de Pedro Costa, Ricardinho (2) e Arnaldo Pereira.

Seguiu-se a Ronda de Elite, disputada uma vez mais em Lisboa, e, pela frente, o Benfica teve os russos do Viz Sinara, os holandeses do FC Marléne e os croatas do Potpicán.

Com resultados confortáveis frente aos dois últimos (4-0 e 8-1), a equipa de André Lima discutiu o acesso à final com os russos e a igualdade 2-2 – no único empate concedido na prova - foi o bastante para carimbar o passaporte para o Pavilhão Atlântico, local que acolheu a ‘final four' e se revelou decisivo na conquista ‘encarnada’.

Num fim de semana de futsal de excelência, os adeptos do Benfica transformaram o recinto lisboeta num miniestádio da Luz, com cerca de 10.000 espetadores.

Na meia-final, em 23 de abril de 2010, o Benfica ultrapassou os italianos da Luparense, vencendo por 8-4, com Joel Queirós, Ricardinho e Arnaldo a bisarem.

Estava agendada mais uma final com o Interviú Madrid, que então detinha três títulos europeus - incluíndo o arrebatado ao Benfica em 2004 -, que na outra meia-final venceu por 5-2 os cazaques do Araz.

Benfica sagra-se campeão europeu de Futsal
Benfica sagra-se campeão europeu de Futsal
Ver artigo

Como se antevia, a final foi equilibrada, com as duas formações a alternarem a liderança no marcador.

Os espanhóis foram os primeiros a marcar, mas Joel Queirós e Arnaldo operaram a reviravolta.

O Interviú ainda fez o empate no tempo regulamentar, mas um golo de Davi já no prolongamento, e muito sofrimento até final, deram ao Benfica o seu inédito título europeu.

"Foi extraordinário e completamente diferente. O pavilhão estava lotado e todo o mundo a puxar pelo Benfica. Era também o meu sonho jogar no Pavilhão Atlântico cheio”, afirmou, na altura, o 'herói' do jogo Davi, que já tinha erguido o cetro com a camisola dos belgas do Charleroi.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.