A equipa Bahrain-Merida vai investigar o abandono do ciclista australiano Rohan Dennis, a 80 quilómetros do fim da 12.ª etapa da Volta a França.

O australiano deixou a bicicleta antes das duas contagens de montanha da tirada de 209,05 quilómetros que ligaram Toulouse a Bagnères-de-Bigorre, véspera do contrarrelógio individual de 27,2 quilómetros com início e fim em Pau, e para o qual era um dos favoritos ao triunfo.

A Bahrain-Merida esteve sem saber do campeão do mundo de contrarrelógio, de 29 anos, durante cerca de uma hora, até o localizar com a sua bicicleta junto ao autocarro da equipa perto da linha de meta.

“A nossa prioridade é o bem-estar de todos os nossos atletas, portanto, iniciaremos uma investigação imediata, mas não faremos mais comentários até que tenhamos percebido o que aconteceu com Rohan Dennis. Enquanto isso, continuamos a apoiar nossos competidores em prova”, disse a equipa.

Algumas notícias sugerem problemas estomacais de alguns ciclistas, mas essa hipótese não foi confirmada.

Segundo um canal de televisão francês, Rohan Dennis foi visto a discutir com alguém do carro de apoio da sua equipa antes de descer da bicicleta.

A Bahrain-Merida já venceu uma etapa no Tour, a sexta, através de Dylan Teuns.

O britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) venceu hoje a 12.ª etapa, após a qual o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep) manteve a camisola amarela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.