O colombiano Rigoberto Urán (Education First) disse hoje ter como objetivos para a época de 2020 a Volta a França, agendada entre 29 de agosto e 20 de setembro, e os Mundiais de estrada, que arrancam logo a seguir.

Segundo explicou o colombiano de 33 anos à agência noticiosa France Presse, a "incerteza" causada pelo calendário reorganizado, por ‘culpa' da pandemia de covid-19, torna difícil estabelecer objetivos, mas "o mais importante" é o Tour, em que foi segundo classificado em 2017, e os Mundiais.

"É um calendário muito curto, com três meses cheios de corridas. A equipa terá de analisar e escolher os melhores, mas eu vou voltar a estar no Tour e depois nos Mundiais", garantiu.

Com "algum medo" devido à pandemia, o medalhado de prata na corrida de fundo dos Jogos de Londres2012, colega de equipa do português Rúben Guerreiro na Education First, estima que os quatro meses de preparação que tem pela frente lhe permitirão "chegar em boa forma" à ‘Grande Boucle'.

Urán, que foi segundo no Giro em 2013 e 2014 e é um dos ‘eternos’ candidatos à geral das Grandes Voltas, foi sétimo na última edição da Volta a França.

No “muito curto” calendário da temporada velocipédica, revelado pela União Ciclista Internacional (UCI) em 05 de maio, a Volta a Itália e a Volta a Espanha vão coincidir em datas, com o Giro a decorrer entre 03 e 25 de outubro e a Vuelta, numa versão mais reduzida, a ir para a estrada entre 20 de outubro e 08 de novembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.