O russo Oleg Tinkov, proprietário da Tinkoff, equipa a que pertenceu o ciclista espanhol Alberto Contador, criticou hoje o trepador, que anunciou a retirada após a Volta a Espanha.

Segundo o milionário russo, que comentou o anúncio do abandono do 'pistoleiro' na rede social Twitter, Contador devia ter-se retirado "como um campeão", e não ter continuado a correr por "dois milhões extra".

“Dois milhões extra justificam a imagem que perdeste? Aprende com o Cancellara, que se retirou como um campeão”, apontou Tinkov, fazendo alusão ao suíço Fabian Cancellara, que se retirou em 2016 depois de conseguir a terceira medalha de ouro em Jogos Olímpicos, no Rio2016.

Contador, de 34 anos, fez o anúncio da retirada num vídeo publicado nas suas contas oficiais nas redes sociais.

“Digo-o feliz e não com pena. É uma decisão muito bem ponderada e não creio que haja melhor despedida na corrida de casa, no meu país”, disse o trepador da Trek Segafredo, onde é colega de equipa de André Cardoso.

Este ano, Contador foi nono na Volta a França, preparando-se para se retirar numa prova que venceu três vezes (2008, 2012 e 2014), arrancando com um contrarrelógio por equipas na cidade francesa de Nimes, a 19 de agosto.

Contador considerou hoje que vai poder viver “três semanas de sonho” durante a ‘Vuelta’, que termina a 10 de setembro, e que espera “desfrutar do carinho dos adeptos” no último desafio da carreira.

Para além da prova espanhola, Contador tem também no currículo duas vitórias na Volta a França, em 2007 e 2009, e outras duas na Volta a Itália, em 2008 e 2015.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.