O Sporting repudiou de “forma veemente” os insultos racistas proferidos aos atletas da equipa de basquetebol, no encontro de domingo da 10.ª jornada da Liga portuguesa, diante da Oliveirense, que terminou com o triunfo dos ‘leões’ (78-67).

“O Sporting Clube de Portugal luta diariamente para a erradicação de comportamentos discriminatórios, entre os quais se encontra o racismo, e considera que acontecimentos como os que se viram em Oliveira de Azeméis são intoleráveis e não podem passar indiferentes e impunes”, escreveu o emblema lisboeta, através de um comunicado divulgado no sítio oficial na Internet.

Os 'leões' indicam que a Federação Portuguesa de Basquetebol e UD Oliveirense “devem preocupar-se em seguir o mesmo caminho, lutando por um desporto e por um mundo melhores”.

Por fim, também as palavras proferidas pelo presidente da Oliveirense, Horácio Bastos, que considerou que o episódio "nada tem que ver com o racismo", merecem críticas por parte do Sporting.

Por sua vez, o extremo norte-americano Micah Downs, do Sporting, denunciou, através da rede social Twitter, o sucedido no pavilhão e questionou se e Federação irá tomar medidas.

“O que aconteceu esta noite foi nojento. Adeptos da Oliveirense gritaram e gesticularam numa atitude de racismo extremo. Chamaram os meus companheiros de macacos. O que vai fazer a este respeito a Federação Portuguesa de Basquetebol”, escreveu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.