O próximo 'draft' da NBA, que está previsto para o dia 18 de novembro, vai decorrer por videoconferência, por causa da pandemia de covid-19, anunciou hoje a Liga norte-americana de basquetebol.

A pandemia, que interrompeu o campeonato em março e obrigou à realização dos 'play-off' em 'bolha', em Orlando, vai assim afetar a habitual concentração de equipas para a atribuição dos novos talentos às várias franquias da NBA.

Adam Silver, comissário da NBA, e o seu adjunto Mark Tatum, irão aos estúdios da ESPN, no Connecticut, para anunciar as seleções para a primeira e segunda voltas.

Os Minnesota Timberwolves estão na posse da primeira escolha do 'draft', ou seja, têm o privilégio de escolher o jogador que quiserem.

Seguem-se na lista, e por esta ordem, Golden State Warriors, Charlotte Hornets, Chicago Bulls, Cleveland Cavaliers, Atlanta Hawks e Detroit Pistons.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 41,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (222.220) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 8,3 milhões).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.