O Petro de Luanda qualificou-se hoje, segunda-feira, na capital do país, para às meias-finais da Taça de Angola em basquetebol sénior masculino, ao vencer a equipa da Marinha de Guerra, por 100-82, em jogo da segunda "mão" dos quartos-de-final da prova, disputado no pavilhão Victorino Cunha.

Depois da derrota escassa no primeiro desafio (94-97), no pavilhão da Cidadela, os marinheiros foram incapazes de travar no seu reduto os petrolíferos, que também lideram o Campeonato Nacional (43 pontos).

Com um início calculista, os campeões aproveitaram da melhor forma uma certa fragilidade defensiva contraria e chegaram a vantagem de 26-16, no primeiro quarto, ciente das dificuldades que haveriam de enfrentar.

No segundo, em que se nota uma grande acutilância e correções por parte dos marinheiros, principalmente, na "briga" pela posse de bolas nas tabelas e equilíbrio no numerário (30-32), os "tricolores" conservam a superioridade de 49-41, no intervalo maior.

Em reatamento, apesar da réplica da formação “militar”, que “tentava rumar contra-maré”, com alguns lançamentos certeiros de curta distância, a partida atinge o diferencial de 78-59, no terceiro período.

Já no quarto e último, onde a Marinha entra com grande animo e muito aguerrida no ataque ao cesto, também veio ao de cima maior experiência e capacidade competitiva do Petro, que conseguem cifrar o placard electrónico em "chapa 100".

Os 20 pontos convertidos por Tarcio Domingos, foram insuficientes para impedir o desaire da Marinha, enquanto que do Petro foram mais produtivos, o capitão Leonel Paulo e Childe Dundão, ambos com 17.

Assim, a jovem e lutadora turma dos marinheiros ficam arredadas da competição, deixando a caminhada para os petrolíferos, perseguem o troféu em posse do eterno rival, o 1º de Agosto.

O quadro de semi-finalistas completa-se na terça-feira com o campeão em título 1º de Agosto a defrontar o Clube Desportivo Kwanza, às 15:00 horas, no pavilhão 28 de Fevereiro, para a segunda "mão".

Depois da vitória folgada na primeira "mão" (111 - 55), os "militares", segundos classificados do Campeonato Nacional com 40 pontos, deverão confirmar passagem sem grandes dificuldades, até por serem equipas de níveis e objetivos diferentes.

No mesmo dia, às 18:00 horas, o Vila Clotilde recebe o Interclube, também no pavilhão 28 de Fevereiro, com vantagem dos "polícias" de 83-62 da primeira "mão".

A universidade Lusíada qualificou-se na secretaria para as meias-finais, devido a desistência do ASA, alegadamente por dificuldades financeiras.

Resultado parcial (16-26, 25-23, 18-29, 23-22).

As equipas marcaram da seguinte forma:

Petro – Olímpio Cipriano (2), Childe Dundão (17), Carlos Morais (10), José António (7), Antwan Scott (2), Leonel Paulo (cap.) (17), Aboubakar Gakou (13), Hermenegildo Mbunga (13), Gerson Gonçalves (15), Jone Pedro (4), Aldemiro João (4) e Valdelicio Joaquim (dnp).

Treinador: Lazare Adingono

Marinha – Délcio Sebastião (9), Edimilson Inglês (4), Wilson Ambrósio (13), Anax Kamermany (dnp), Cristiano Xavier (7), Tarcio Domingos (20), Eusébio Santos (cap.) (0) Milton Valente (11), Geraldo Santos (8), Fábio Domingos (2) e António Ndambililililwa (8).

Treinador: Manuel Sousa "Necas".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.