Em contrapartida, Francisco Belo não irá ao lançamento do peso, por lesão já comunicada, apesar de estar na lista dos que seriam repescados por 'ranking' para o concurso a disputar nos Mundiais de Eugene.

Por outro lado, Inês Henriques, antiga campeã e ex-recordista do Mundo de 50 km marcha juntou-se, mesmo no final do período de qualificação, a Ana Cabecinha, a outra portuguesa com marca nos 20 km marcha. A marchadora de Santarém já estava qualificada nos 35 km marcha.

Com um mês repleto de boas marcas, Vera Barbosa beneficiou de algumas desistências já comunicadas para subir a 38.ª de um 'ranking' de qualificação dos 400 metros barreiras, que fecha nas 40 atletas.

Vera Barbosa, de 33 anos, é uma das atletas portuguesas mais experientes, tendo estado em dois campeonatos do Mundo e dois Jogos Olímpicos, mas desde 2016 que a recordista nacional não tinha tão bons resultados.

Inês Henriques, a experiente marchadora de 42 anos, deverá optar em Eugene por competir apenas nos 35 km marcha, a distância em estreia em Mundiais e cujo prazo de qualificação fechou há um mês, com o apuramento também de Vitória Oliveira e ainda Sandra Silva.

Em masculinos, os 35 km marcha terão João Vieira, vice-campeão mundial dos 'descontinuados' 50 km marcha, e Rui Coelho.

Sem nenhum português, como já se esperava, ficam os 20 km marcha masculinos.

Qualificados por marca (mínimos), estão Lorene Bazolo (100 e 200 metros), Cátia Azevedo (400 metros), Marta Pen (1.500 metros), Solange Jesus (maratona), Patrícia Mamona (triplo salto), Auriol Dongmo (lançamento do peso) e Liliana Cá (lançamento do disco).

Situação diferente é a do campeão olímpico do triplo, Pedro Pichardo, que aparece com ‘wild card’ por ter sido o primeiro na Diamond League de 2021 - sendo que também tem marca.

Nelson Évora, o campeão europeu do triplo, chegou a aparecer como qualificado em consequência desse título continental, mas com um concurso esta época só com 'nulos' a sua entrada na delegação lusa para Oregon2022 já fora descartada.

O sistema de apuramento para os Mundiais de Oregon2022 é misto, com apuramentos por marca e por posição no 'ranking', para completar o número de atletas pretendidos em cada prova.

Por 'ranking' estão em lugar elegível Evelise Veiga (comprimento), Jessica Inchude (peso), Irina Rodrigues (disco), Tiago Pereira (triplo) e Leandro Ramos (dardo).

Perto do limite estão Isaac Nader, nos 1.500 metros (a dois lugares), Tsanko Arnaudov, no peso (a quatro) e Etson Barros, nos 3.000 metros obstáculos (a sete).

A seleção nacional será divulgada na quinta-feira, duas semanas antes dos Mundiais, que se disputam de 15 a 24 de julho em Eugene, no estado norte-americano do Oregon.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.